Agência de notícias eslovaca rompe acordo com Sputnik por pressão das autoridades

© Sputnik / Konstantin Chalabov / Abrir o banco de imagensAgência de notícias Sputnik
Agência de notícias Sputnik - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um dia depois de ter anunciado a assinatura do acordo, a agência de notícias eslovaca TASR publicou a informação sobre o início do processo de denúncia do contrato com a agência de notícias e rádio Sputnik.

A notícia foi divulgada logo depois de o Comitê de Cultura e Mídia do parlamento eslovaco ter convidado o chefe da TASR para que este lhe explicasse a essência da colaboração com a Sputnik. Ao mesmo tempo, as grandes mídias tchecas e eslovacas começaram acusando a TASR de assinar o acordo com uma "agência pró-Kremlin".

"É evidente que a União Europeia está descartando de forma consequente a liberdade de expressão e tentando estabelecer uma ditadura das fontes. A chefia da TASR confirmou mais uma vez que são precisamente as autoridades quem lhes indica com quem devem ser amigos e contra quem deve lutar a imprensa na Eslováquia", comenta a notícia a assessoria de imprensa da Sputnik.

É importante destacar que, durante as negociações sobre os contatos de colaboração com a Sputnik, os chefes da TASR não tinham quaisquer dúvidas sobre o profissionalismo e confiabilidade da Sputnik. Segundo as palavras do editor-chefe da TASR, ditas durante as negociações, a "TASR fica sempre contente com a possibilidade de colaborar com mídia estrangeira confiável".

Agência de notícias Sputnik - Sputnik Brasil
Sputnik vira alvo de agentes secretos nos Países Bálticos
Por várias vezes a Sputnik foi alvo de restrições por parte das autoridades em alguns países europeus. Em novembro de 2016, o Parlamento Europeu aprovou uma resolução destinada a restringir à atividade de mídias como a Sputnik. Para além disso, os Países Bálticos obstaculizam ativamente a atividade profissional da Sputnik. Na primavera de 2016 (outono no Brasil), a Sputnik Letônia foi bloqueada na zona de domínio.lv devido a alegadas violações da deliberação do Conselho Europeu sobre medidas restritivas "relacionadas com ameaça à integridade territorial, soberania e independência da Ucrânia". Em fevereiro deste ano, se tornou público que os serviços secretos da Estônia aconselharam os funcionários públicos a se absterem de comunicar com funcionários da Sputnik.

A Sputnik é uma agência de notícias e rádio com representações e redações multimídia em dezenas de países. A Sputnik inclui sites (34 ao todo), emissões rádio analógicas e digitais, aplicativos para celular e páginas nas redes sociais. As feeds de notícias da Sputnik aparecem 24 horas em inglês, árabe, espanhol e chinês.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала