Estudante de 17 anos encontra e corrige erro crasso em dados da NASA

© Sputnik / Sergei Mamontov / Abrir o banco de imagensEscritório da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos EUA no estado norte-americano de Flórida
Escritório da Administração Nacional da Aeronáutica e Espaço dos EUA no estado norte-americano de Flórida - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Miles Soloman, um estudante britânico de 17 anos de idade, descobriu que os sensores de radiação da Estação Espacial Internacional (EEI) estavam registrando dados errados.

O jovem participa de um projeto do Instituto de Investigação em Escolas (IRIS, na sigla em inglês). Os estudantes de todo o Reino Unido têm uma oportunidade de trabalhar com os dados da EEI em busca de anomalias e padrões que poderiam levar a novos descobrimentos.

Женщина-космонавт на МКС - Sputnik Brasil
NASA revela por que fazer sexo no espaço é uma má ideia
Durante uma análise dos dados registrados durante a missão de Tim Peake, astronauta britânico, na estação espacial, Soloman detectou que os níveis de radiação registrados estavam errados, informou a emissora BBC.

O aluno da escola secundária descobriu que nos casos de ausência de qualquer tipo de radiação os detectores registravam valores negativos. Dado que não é possível haver energia negativa, Soloman contatou os membros da NASA para lhes comunicar esta falha.

A NASA afirmou estar consciente do erro, mas que acreditava que tal problema sucedia somente uma ou duas vezes por ano. Soloman, porém, informou que na realidade tal erro ocorria várias vezes por dia.

O moço britânico afirmou que sua intenção não era "provar que a NASA tinha cometido um erro", mas que, com efeito, gostaria de "trabalhar para eles e aprender com eles", revelou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала