Inimigo subterrâneo: Paris injeta 1,5 mi de euros em guerra aos ratos

Nos siga noTelegram
Após sofrer críticas pela sujeita acumulada na cidade, a prefeitura de Paris anunciou neste domingo (12) uma estratégia para livrar a cidade de seu exército subterrâneo de ratos.

Larvas - Sputnik Brasil
Suécia usa método mais asqueroso do mundo em reciclagem de lixo
A operação de 1,5 milhão de euros (cerca de 1,6 milhão de dólares), segundo revelou a prefeita Anne Hidalgo em entrevista ao semanário Journal du Dimanche, consistirá em um plano de 10 pontos para tornar a limpeza uma "prioridade" da capital francesa.

As medidas incluem aumentar o número de trabalhadores de saneamento e inspetores de saúde, expandir as horas para a coleta de lixo e incitar restaurantes e prédios a fornecer mais cinzeiros nas entradas e pontos de saída.

Segundo Hidalgo, os trabalhadores municipais coletam mais de 150 toneladas de pontas de cigarro a cada ano em Paris.

"Já destinamos 500 milhões de euros por ano para limpeza e gestão de resíduos… e a situação melhorou", disse ela. "Mas é claro que Paris ainda não está perfeitamente limpa. Eu quero acelerar, aumentar os esforços. É uma prioridade absoluta", acrescentou a prefeita.

Pedindo uma mudança nas mentalidades e hábitos dos parisienses, Hidalgo elogiou os japoneses e disse que "em uma cidade civilizada, a limpeza deve ser responsabilidade de todos".

"Em Tóquio, tudo é limpo e, no entanto, não há lixeiras porque as pessoas esperam para chegar em casa antes de jogar seus resíduos fora".

A prefeitura de Paris sofreu críticas no final do ano passado pela sujeira acumulada nas ruas e pela lentidão em lançar sua chamada "guerra aos ratos". Ao anunciar a campanha de 1,5 milhão de euros neste domingo, Hidalgo disse que o governo compraria novas armadilhas para os roedores e cercaria algumas das 30.000 lixeiras da cidade com bases de madeira ou Plexiglass.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала