Premiê ucraniano: não se pode usar carvão de Donbass como pretexto de chantagem

© Sputnik / Alexei KudenkoLugansk prevê que a Ucrânia "irá congelar" sem o carvão de Donbass
Lugansk prevê que a Ucrânia irá congelar sem o carvão de Donbass - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O premiê ucraniano Vladimir Groisman afirmou que o carvão produzido na região de Donbass, não controlada por Kiev, pertence à Ucrânia e não pode ser um objeto de chantagem.

Nacionalistas ucranianos celebram o terceiro aniversário do início dos protestos do Maidan, que, através de violentos combates às forças governamentais, foram responsáveis pela mudança do poder na Ucrânia - Sputnik Brasil
Oh não! Outra vez! - Manifestantes querem bloquear Donbass
O bloqueio comercial de Donbass tem sido mantido por ex-participantes da operação militar na área, entre eles por deputados da Suprema Rada (parlamento ucraniano), já por mais de um mês. Isto, por sua vez, causou interrupções em fornecimentos de carvão às usinas termelétricas ucranianas e levou as autoridades ucranianas a empreenderem medidas de emergência com o fim de economizar recursos.

Entretanto, até agora Kiev não conseguiu acordar o fim de tais ações. Na segunda-feira (27), os presidentes das repúblicas autoproclamadas de Donetsk comunicaram que caso o bloqueio continue, eles deixariam de fornecer carvão a Kiev.

"Nosso objetivo, de fato, é fazer com que Donbass volte à Ucrânia. E o fato das empresas de lá estarem produzindo carvão que a Ucrânia e os ucranianos necessitam tanto, a partir do subsolo ucraniano, não deve ser um objeto de chantagem e pressão contra a Ucrânia. A situação, com efeito, é muito difícil, mas devemos sair mais fortes de qualquer situação", frisou Groisman hoje (28) durante uma reunião com metalurgistas.

Ao mesmo tempo, o primeiro-ministro do país acredita que os representantes das repúblicas autoproclamadas estão tentando congelar o conflito em Donbass.

"Nós, ainda há pouco, ouvimos declarações… que era necessário levantar o bloqueio imediatamente. Amigos, quem de nós ainda não compreendeu que devemos entender tudo que eles dizem de forma absolutamente contrária? Hoje em dia, eles estão usando o cenário de conflito congelado e de repetição em Donbass do cenário ocorrido na Transnístria. E quem sofrerá em consequência disso?", adiantou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала