McCain: Não há equivalência moral entre EUA e Rússia

Nos siga noTelegram
O senador norte-americano John McCain disse que não pode haver nenhuma comparação moral entre a Rússia, liderada pelo presidente Vladimir Putin, e os Estados Unidos.

Presidentes do Irã e da Rússia Hassan Rouhani e Vladimir Putin - Sputnik Brasil
WSJ: Administração de Trump tenta 'semear a discórdia' entre Rússia e Irã
Não pode haver qualquer comparação moral entre a Rússia, liderada pelo presidente Vladimir Putin e os Estados Unidos, disse o senador John McCain em um discurso no plenário do Senado.

"Não há equivalência moral entre aquele açougueiro e bandido e coronel da KGB e os Estados Unidos da América", declarou McCain na terça-feira. Quem "alega algum tipo de equivalência moral entre os dois é ou terrivelmente mal informado ou incrivelmente tendencioso".

Os comentários de McCain aparecem dirigidos ao presidente dos EUA, Donald Trump, que em uma entrevista à Fox News no domingo sugeriu que não era justo caracterizar Putin como um "assassino" porque os americanos também "não são inocentes". O vice-presidente Mike Pence defendeu Trump, observando que o presidente não tentou fazer uma equivalência moral entre a Rússia e os Estados Unidos.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, exigiu retratação da Fox News pela sua caracterização de Putin, mas o âncora do canal, Bill O'Reilly, pediu ao Kremlin que "voltasse em 2023". Respondendo à afirmação irônica, Peskov disse que o Kremlin exigiria desculpas novamente quando o ano chegar.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала