EUA incluem 5 russos na lista antiterrorista por causa do 'Ato Magnitsky'

© Sputnik / Sergei Pyatakov / Abrir o banco de imagensBandeiras dos EUA e da Rússia
Bandeiras dos EUA e da Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
EUA incluem 5 russos em lista negra relacionada com o 'Ato Magnitsky', entre eles o chefe do Comitê de Investigação russo, Aleksandr Bastrykin.

A Deparamento do Tesouro dos Estados Unidos anunciou nesta segunda-feira (9) a inclusão de sete indivíduos na lista negra relacionada com o 'Ato Magnitsky', sendo que, dentre eles, 5 são russos, incluindo o chefe do Comitê de Investigação da Rússia, Aleksandr Bastrykin. 

Barack Obama e Donald Trump conversam com a imprensa durante reunião na Casa Branca, em Washington, 10 de novembro de 2016 - Sputnik Brasil
Opinião: novas sanções antirrussas de Obama foram 'presente de Ano Novo' para Trump
De acordo com um comunicado de imprensa, a lista de sanções também inclui Andrey Lugovoi, Dmitry Kovtun, Stanislav Gordievskiy e Gennady Plaksin.

Em dezembro de 2012, os EUA adotaram o 'Ato Magnitsky' de sanções contra russos que, de acordo com autoridades norte-americanas, violaram direitos humanos. As autoridades russas, por sua vez, repetidamente declararam sobre a inadmissibilidade da politização do caso Magnitsky, referente ao empresário russo Sergei Magnitsky, morto em prisão russa em novembro de 2009.

Além disso, o departamento sancionou o iraniano Mustafa Mughniyeh e libanês Ali Damush, por terrorismo.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала