Políticos alemães criticam tanques norte-americanos na Europa

© AFP 2022 / PETRAS MALUKASMilitares dos EUA na Lituânia (arquivo)
Militares dos EUA na Lituânia (arquivo) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro lote de tanques e caminhões norte-americanos chegou em 6 de janeiro ao porto alemão de Bremerhaven. De lá, os veículos militares serão deslocados mais tarde para a Polônia e para os países Bálticos. O fato provocou receio de políticos alemães que não concordam com a medida.

O premiê do estado de Brandemburgo, Dietmar Woidke, manifestou sua preocupação devido ao transporte de veículos blindados pelo território alemão rumo à fronteira com a Polônia.

"Apesar de todas as dificuldades, há que buscar um diálogo com a Rússia. Se alguns comboios de tanques aparecerem nas fronteiras, isso não nos ajudará. Espero que todos continuem com as cabeças frias", disse o político.

A mesma opinião foi expressa por Tobias Pflueger, do partido alemão A Esquerda. O político acredita que as ações da OTAN provocarão nova corrida armamentista e levarão "à escalada nas relações com a Rússia".

Exército dos EUA no aeroporto de Vilnius, na Lituânia - Sputnik Brasil
General dos EUA: 'Países Bálticos estão morrendo de medo da Rússia'
De acordo com a decisão da OTAN, prevê-se a implementação de cerca de 4 mil militares norte-americanos e equipamentos nos países da Europa do Leste.

Os tanques norte-americanos serão transportados após o transporte de todo o equipamento em contêineres distribuídos em quase 900 vagões ferroviários, que equivalem a aproximadamente 15 quilômetros, informa o jornal Lausitzer Rundschau, citando a fonte em Bundeswehr.

Para garantir a segurança, a rota do comboio não foi informada.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала