Coalizão internacional realiza 17 ataques contra Daesh perto de Raqqa

© REUTERS / Rodi SaidMilitares americanos durante operação perto de Raqqa, em 6 de novembro de 2016
Militares americanos durante operação perto de Raqqa, em 6 de novembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A força aérea da coalizão liderada pelos EUA efetuou 29 ataques aéreos no Iraque e na Síria, incluindo 17 ataques perto de Raqqa, contra o Daesh (organização terrorista proibida em muitos países, incluindo a Rússia), informou a Operation Inherent Resolve (Resolução Inerente, nome da operação militar contra o grupo extremista Estado Islâmico).

A coalizão internacional contra o Daesh liderada pelos EUA realizou na quinta-feira (5), 29 ataques aéreos no Iraque e na Síria, incluindo 17 ataques perto de Raqqa (Síria) que é a capital de fato do Daesh, afirmou Operation Inherent Resolve em comunicado de imprensa.

"Perto de Raqqa, 17 ataques atingiram 11 unidades táticas do Daesh, destruíram dez posições de combate, cinco bombas de extração de petróleo, quatro torres de destilação de petróleo, dois caminhões-tanque petroleiros, um tanque de armazenagem de petróleo, um sistema de túneis, um armazem de carros armadilhados (VBIED — vehicle borne improvised explosive device) e um veículo", diz o comunicado na sexta-feira (6).

Seis ataques adicionais perto de Deir ez-Zor na Síria destruíram cinco edifícios de refinamento de petróleo e gás e uma torre de destilação.

No Iraque, a coalizão efetuou três ataques aéreos perto da cidade de Mossul que destruiu os edifícios ocupados pelo Daesh, esconderijos de abastecimentos, sistemas de morteiros, um carro armadilhado e danificaram 24 vias de abastecimento.

O porta-aviões russo Admiral Kuznetsov - Sputnik Brasil
Ministério da Defesa russo começa reduzindo seu contingente militar na Síria
Perto de Al-Hawija e Haditha, três ataques atingiram duas unidades táticas e destruíram um edifício, um veículo e um sistema de artilharia, destaca o comunicado.
A coalizão internacional liderada pelos EUA, que inclui mais de 60 países, tem efetuado ataques aéreos contra o Daesh na Síria e no Iraque desde 2014.  Ataques na Síria não estão autorizados pelo governo do presidente Bashar Assad ou pelo Conselho da Segurança da ONU.

Desde outubro, as forças locais iraquianas, apoiadas pela coalizão liderada pelos EUA, tem estado lutando contra o Daesh para recapturar Mossul. A operação para retomar Raqqa foi lançada em dezembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала