Putin: Libertação de Aleppo teria sido impossível sem participação russa

© AFP 2022 / GEORGE OURFALIANSírios evacuados das vilas sob o controle dos terroristas perto de Idlib, Aleppo, Síria, 19 de dezembro de 2016
Sírios evacuados das vilas sob o controle dos terroristas perto de Idlib, Aleppo, Síria, 19 de dezembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A libertação de Aleppo teria sido impossível sem participação russa, declarou o presidente russo Vladimir Putin na grande coletiva de imprensa na sexta-feira (23).

"Trata-se de mais de 100 mil pessoas que foram evacuadas de Aleppo… Quero sublinhar que esta é a maior ação humanitária internacional realizada no mundo contemporâneo", disse Putin.

O encontro entre o presidente russo, Vladimir Putin, e o ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, em 23 de dezembro de 2016 - Sputnik Brasil
Ministro da Defesa russo: libertação de Aleppo contribuirá para cessar-fogo na Síria
O líder russo destacou também o grande papel da cooperação com a Turquia e o Irã.

"Isso não teria acontecido sem atividades da liderança turca, iraniana e russa. E com certeza, sem esforços das autoridades sírias", sublinhou o presidente russo.

Segundo o líder russo, a libertação de Aleppo de elementos radicais é o componente mais importante da plena normalização na Síria e em toda a região. 

Segundo informações do Estado-Maior das Forças Armadas russas, divulgadas em 15 de dezembro, as forças do governo e a milícia estão terminando a libertação de Aleppo oriental dos terroristas. Foram libertados 105 quarteirões de Aleppo com uma área total de 78,5 quilômetros quadrados.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала