Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Após morte de embaixador, regime sem vistos entre Turquia e Rússia fica por um fio

© Sputnik / Boris Babanov / Abrir o banco de imagensControle de passaportes no aeroporto internacional de Sheremetevo-2, Moscou, Rússia
Controle de passaportes no aeroporto internacional de Sheremetevo-2, Moscou, Rússia - Sputnik Brasil
Nos siga no
Rússia tenciona suspender as negociações sobre introdução do regime sem vistos entre a Rússia e a Turquia após a morte do embaixador russo, Andrei Karlov, em Ancara, informa o jornal Izvestia, citando uma fonte nos círculos da política exterior russos.

Secretário de Estado dos EUA John Kerry (à esquerda) e o ministro das Relações Exteriores da Turquia Mevlut Cavusoglu - Sputnik Brasil
John Kerry oferece ajuda à Turquia para investigar assassinato de embaixador russo
Andrei Karlov foi atacado na abertura de uma exposição fotográfica. O assassino, Mevlut Mert Altintas, que morreu em resultado da operação especial de polícia, trabalhou na polícia durante dois anos e meio. O presidente da Rússia, Vladimir Putin, chamou esse incidente de "assassinato infame" e de provocação destinada a prejudicar as relações amigáveis russo-turcas e a resolução da situação na Síria.

Russian Foreign Minister Sergei Lavrov (R) and his Turkish counterpart Mevlut Cavusoglu lay flowers in front of a photo of Russian ambassador to Turkey, who was killed in Ankara, before their talks in Moscow on December 20, 2016 - Sputnik Brasil
Chanceleres russo e turco recebem em Moscou o corpo do embaixador da Rússia na Turquia
O jornal lembra que, há alguns meses, Andrei Karlov apelou a que não se apressasse o cancelamento do regime de vistos para os cidadãos turcos porque, em sua opinião, não foram tomadas todas as medidas para garantir a segurança no país.

Segundo dados da edição, a questão da introdução do regime sem vistos foi adiada por tempo indeterminado. O governo da Rússia, por sua vez, irá "fazer todos os esforços" para garantir a segurança dos seus cidadãos que agora se encontram na Turquia.

"A Turquia precisa de continuar realizando um trabalho sério para poder garantir a segurança daqueles que chegam ao país e assegurar que todos os que querem visitar a Rússia sejam sujeitados a uma verificação rigorosa", cita o jornal a fonte.

Segundo disse a fonte, a Rússia não está pronta para cancelar o regime de vistos existente com a Turquia devido ao "último acontecimento trágico e também a uma série de incidentes que aconteceram neste ano".

As recomendações da chancelaria da Rússia aos turistas russos para não visitarem as cidades turcas ainda estão em vigor.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала