Putin: assassinato do embaixador russo na Turquia é sabotagem do processo de paz na Síria

© AFP 2022 / Tomohiro OhsumiO presidente da Rússia, Vladimir Putin, participa de um almoço de trabalho com Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão (não retratado) em Tóquio em 16 de dezembro de 2016.
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, participa de um almoço de trabalho com Shinzo Abe, primeiro-ministro do Japão (não retratado) em Tóquio em 16 de dezembro de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, classificou o assassinato do embaixador russo na Turquia, Andrei Karlov, de tentativa de sabotagem das relações entre Moscou e Ancara, bem como contra o processo de normalização na Síria.

Presidente russo Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Putin condecora embaixador russo assassinado na Turquia
"O crime cometido é, sem dúvida, uma provocação com objetivo de sabotar a normalização das relações russo-turcas. E também do processo de paz na Síria, que está sendo promovido de forma ativa pela Rússia, Turquia e Irã, assim como outros países, interessados na solução do conflito sírio", disse Putin durante uma reunião com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov.

"A única resposta possível é o aumento dos esforços no combate contra o terrorismo. Os bandidos sentirão isso na pele", disse o presidente russo.

Nesta segunda-feira a imprensa turca informou sobre ataque armado realizado contra o embaixador da Rússia em Ancara, Andrei Karlov. O diplomata estava realizando um discurso durante a abertura de uma exposição em uma galeria de arte local. Segundo as testemunhas, o terrorista, vestido de terno e gravata, entrou na sala e foi confundido com segurança do embaixador. O assassino de Andrei Karlov morreu durante o confronto com a polícia. O ministério das Relações Exteriores da Rússia classificou ataque de atentado terrorista.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала