A morte de Fidel nas redes sociais: 'herói ou vilão'?

© REUTERS / Andres StapffEx-presidente de Cuba, Fidel Castro, na Argentina, em 21 de julho de 2006.
Ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, na Argentina, em 21 de julho de 2006. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O anúncio do falecimento do líder revolucionário cubano Fidel Castro dividiu as redes sociais neste sábado (26). Para alguns, o ex-presidente "já vai tarde". Para outros, estará sempre presente no espírito da revolução.

Ex-presidente de Cuba, Fidel Castro - Sputnik Brasil
Ex-presidente cubano Fidel Castro morre aos 90
Líder da Revolução Cubana, Fidel derrubou a ditadura de Fulgencio Batista, apoiada pelos EUA, em 1959. Ele celebrou seu aniversário de 90 anos no último dia 13 de agosto.

Uma das personalidades mais conhecidas do mundo, nasceu em 1926. A partir de 1976, durante três décadas, Castro foi presidente do Conselho de Estado e do Conselho de Ministros de Cuba, assim como comandante-em-chefe das Forças Armadas Revolucionárias.

A morte de Fidel foi comemorada por muita gente — principalmente em Miami.

​​Depois da homenagem do ex-presidente brasileiro Lula ao companheiro cubano, começaram a surgir as mais variadas teorias da conspiração "comunista" no Brasil:

​No entanto, o respeito à figura de Fidel também foi amplamente sentido nas redes sociais. No Twitter, a hashtag #HastaSiempreComandante tornou-se rapidamente um dos assuntos mais comentados pelos internautas.

​As conquistas sociais de Cuba nas últimas décadas foram lembradas por muitos simpatizantes do líder revolucionário.

​O povo cubano, especialmente, manifesta profundo pesar pela morte de Fidel.

​Afinal, 90 anos é uma idade bastante respeitável para alguém que sofreu tantas tentativas de assassinato ao longo das últimas décadas — principalmente por parte dos EUA.

​De uma forma ou de outra, Fidel deixa a vida para entrar na História.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала