Forças iraquianas repelem ataque do grupo terrorista Daesh em Kirkuk no norte do Iraque

© REUTERS / AKO RASHEEDVeículos blindados das forças peshmerga no local de ataque do Daesh na província de Kirkuk no norte do Iraque, 21 de outubro de 2016
Veículos blindados das forças peshmerga no local de ataque do Daesh na província de Kirkuk no norte do Iraque, 21 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As forças de segurança iraquianas repeliram o ataque do grupo terrorista Daesh na província de Kirkuk, situada no norte do Iraque, na sexta-feira (21), informa a mídia local.

As forças de segurança iraquianas repeliram o ataque do grupo terrorista Daesh na província de Kirkuk, situada no norte do Iraque, na sexta-feira (21), informa a mídia local.

Fogo na zona de al-Qayyara perto de Mossul, Iraque, 19 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Iraque pode enfrentar mais confrontos religiosos depois da liberação de Mossul
"Eles [militantes do Daesh] seguiram em direção à sede policial, mas a polícia os repeliu e os eliminou. Os corpos deles continuam lá. Eles não chegaram a invadir nenhum posto policial ou departamento do governo", comunicou o governador de Kirkuk, Najmaldin Karim, citado pelo jornal Rudaw.

Informa-se que na sequência dos confrontos com as forças de segurança, seis militantes foram mortos. A polícia aconselhou os civis para permaneceram em suas residências até que a situação se normalize.

Antes, no mesmo dia, o site PressTV informou que o Daesh (organização proibida na Rússia) atacou vários pontos em Kirkuk. Segundo fontes oficiais, o ataque resultou em 16 mortes.

Forças iraquianas passam no deserto no âmbito de operação de libertação de Mossul, Iraque, 20 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
'Libertação de Mossul pode levar a Terceira Guerra Mundial'
Kirkuk é uma província iraquiana localizada a cerca de 170 quilômetros de Mossul, considerada um dos maiores baluartes do Daesh no Iraque.

Em 17 de outubro, o primeiro-ministro iraquiano, Haider Abadi, anunciou o início da operação militar para libertar Mossul das mãos do Daesh. Segundo a mídia local, cerca de 30 mil soldados iraquianos e 4 mil efetivos das unidades peshmerga participam da operação, apoiada pela coalizão internacional liderada pelos EUA, que realiza ataques aéreos.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала