Presidente russo: BRICS não aceitam pressões nem limitação da soberania

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensPresidente russo Vladimir Putin durante o fórum de investições Russia Calling!, Moscou, Rússia, 12 de outubro de 2016
Presidente russo Vladimir Putin durante o fórum de investições Russia Calling!, Moscou, Rússia, 12 de outubro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os países BRICS não aceitam pressões nem a limitação da soberania dos outros países e isso será refletido na declaração dos BRICS a ser divulgada após a cúpula em Goa, Índia, disse o presidente russo Vladimir Putin em entrevista à agência russa RIA Novosti e à agência indiana IANS.

Michel Temer - Sputnik Brasil
'Temer não provocou nenhuma pausa nos BRICS'
Putin sublinhou que os BRICS são um elemento-chave do mundo multipolar que está se desenvolvendo. Os cinco membros do grupo confirmam repetidamente a sua lealdade aos princípios fundamentais do direito internacional e contribuem para consolidação do papel da ONU.

"Os nossos países não aceitam a política de pressões e de limitação da soberania dos outros países. Temos abordagens semelhantes quanto aos mais urgentes problemas internacionais, inclusive, à crise síria e à regularização no Oriente Médio. Por isso, as várias declarações das cúpulas – neste contexto a cúpula em Goa não será exceção – confirmam a nossa lealdade aos princípios fundamentais dos contatos internacionais, principalmente o respeito ao direito internacional com o papel coordenador da ONU. Frente às tentativas de vários países ocidentais de impor as suas abordagens unilaterais, tal posição adquire um significado especial", disse.

Bandeiras países BRICS - Sputnik Brasil
EUA iniciaram uma guerra não declarada contra os BRICS?
Além disso, Putin disse que o futuro encontro dos líderes dos cinco países é uma boa oportunidade para compartilhar opiniões sobre os principais assuntos da agenda internacional.

"Estamos determinados a cooperar na luta contra o terrorismo, a ameaça do narcotráfico, a corrupção e de contribuir para a regularização de conflitos, assegurar a segurança informacional internacional", afirmou o líder russo.

Putin frisou que todos os países dos BRICS estão preocupados com a instabilidade na economia mundial e irão analisar o que se deverá ser feito para ultrapassar estas dificuldades.

Vladimir Putin visitará a Índia em 15-16 de outubro. Segundo as informações do serviço de imprensa do presidente russo, este realizará negociações com o primeiro-ministro indiano Narendra Modi e participará da cúpula dos BRICS.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала