EUA recuam e afirmam que Rússia não é culpada por crimes de guerra na Síria

© flickr.com / Chuck Hagel John Kirby, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA
John Kirby, porta-voz do Departamento de Estado dos EUA - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os Estados Unidos não estão preparados para dizer que acreditam que a Rússia seja culpada por crimes de guerra na Síria. A declaração é do porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, John Kirby, nesta sexta-feira (7).

Anteriormente, o secretário de Estado dos EUA, John Kerry, havia declarado que a violência ininterrupta na cidade síria de Aleppo demandava uma investigação de crimes de guerra. 

Ministro das Relações Exteriores russo Sergei Lavrov e o Secretário de Estado norte-americano John Kerry na reunião bilateral nas margens da reunião dos ministros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Belgrado, Sérvia, 3 de dezembro de 2015 - Sputnik Brasil
Moscou alerta Kerry para consequência de suas acusações contra a Rússia
"Os atos da Rússia na Síria pedem uma investigação apropriada sobre crimes de guerra, e aqueles que cometem estes crimes devem ser responsabilizados por essas ações", declarou Kerry em reunião com o chanceler francês, Jean-Marc Ayrault, no começo desta sexta-feira. 

Ao ser questionado por jornalistas se Kerry estava pronto para afirmar que a Rússia é culpada por crimes de guerra na Síria, o porta-voz do Departamento de Estado negou tal alusão a Moscou. 

"Não, e o secretário não aludiu a isso hoje", afirmou Kirby. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала