Turquia, Rússia, Síria e Irã unidos podem fazer os EUA recuar no Oriente Médio

© Sputnik / Mikhail Alaeddin / Abrir o banco de imagensBandeira nacional síria perto de uma igreja ortodoxa no bairro cristão da cidade de Aleppo, Síria, 12 de agosto de 2016
Bandeira nacional síria perto de uma igreja ortodoxa no bairro cristão da cidade de Aleppo, Síria, 12 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Turquia, Rússia, Síria e Irã devem formar uma aliança para por fim ao conflito sírio, disse o ex-chefe da inteligência turca, general Ismail Hakki Pekin.

Líder russo Vladimir Putin e presidente turco Recep Tayyip Erdogan antes da reunião bilateral em São Petersburgo, Rússia, 9 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil
Novo eixo Rússia-Irã-Turquia envia mensagem ao Ocidente
"Penso que neste momento deve acontecer o seguinte: Turquia precisa cooperar com o regime sírio. Turquia, Síria, Rússia e Irã — se estes países unirem os esforços, é possível que consigam pressionar os EUA e os EUA recuarão", disse o general à agência Sputnik. Do ponto de vista de Pekin, EUA desejam destruir a unidade da Síria, enquanto a Rússia busca a preservar. 

Segundo Pekin, se esses países não formarem uma aliança, as violações de acordos entre Moscou e Washington continuarão acontecendo, prorrogando a guerra por mais 10-15 anos. 

Além disso, Pekin pensa que Ancara deve aumentar a amplitude territorial da sua operação militar terrestre na Síria. O general disse que a Turquia não deve considerar o presidente da Síria, Bashar Assad, como inimigo de Ancara. 

"Para nós não é Assad o importante, mas os sírios. Se for necessário, apoiaremos os sírios e não o Assad", disse Pekin.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала