Nova tentativa: acordo entre Irã e OPEP pode estabilizar mercado

© AP Photo / Vahid SalemiFuncionário do setor petrolífero iraniano vai de bicicleta perto da refinaria petrolífera no sul de Teerã, Irã
Funcionário do setor petrolífero iraniano vai de bicicleta  perto da refinaria petrolífera no sul de Teerã, Irã - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Se o Irã e a OPEP, ou seja, o Irã e a Arábia Saudita, conseguirem chegar a acordo sobre o congelamento da extração de petróleo, a situação no mercado poderá mudar drasticamente.

A chance de chegar a um consenso sobre a questão do possível congelamento da produção de petróleo depende de um fato simples – de os países-membros da OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) chegarem ou não a acordo com o Irã.

A respectiva informação foi divulgada pelo alto representante da delegação dos Emirados Árabes Unidos, Ahmed Mohammed al-Kaabi.

O ministro russo da Energia, Alexander Novak - Sputnik Brasil
Rússia considera admissível congelar a produção de petróleo
Segundo ele, foi exatamente a posição do Irã que impediu aos países-produtores de petróleo de chegar ao acordo no âmbito da reunião que teve lugar em Doha (Qatar) em abril. 

O Irã só estava pronto para tomar tal decisão após atingir os níveis da produção que tinha antes das sanções. Na altura, a Arábia Saudita se mostrou contra este privilégio para o Irã.

"Tudo dependerá do que a OPEP conseguir acordar com o Irã", disse al-Kaabi à agência RIA Novosti.

A respectiva declaração foi feita no âmbito do XV fórum energético que está sendo realizado na Argélia entre dias 26 e 28 de setembro. No âmbito do fórum também será realizado um encontro informal dos países-membros da OPEP.

Suhail Mohamed Al Mazrouei, Minister of Energy of the United Arab Emirates, UAE, speaks to journalists - Sputnik Brasil
Ministro dos Emirados Árabes: decisão da OPEP interferirá pouco na recuperação do mercado
Mais cedo, um economista anônimo de um dos bancos britânicos de investimento disse à agência que na reunião da OPEP desta semana poderá ser feita uma declaração positiva, mas que é pouco possível que a decisão sobre o congelamento seja tomada na Argélia.

Segundo ele, a decisão visando estabilizar o mercado ocorrerá só em novembro.

Vários participantes do encontro também tinham dito que a reunião na Argélia só tem um caráter consultivo e que a decisão final poderia ser tomada no âmbito da reunião anual da OPEP, prevista para ter lugar em Viena (Áustria) em 30 de novembro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала