- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Com pré-sal em jogo, CEO da Shell agradece a Temer pela 'parceria' do Brasil

© Fotos Públicas / Carolina AntunesMichel Temer se encontra com o CEO da Royal Dutch Shell, Ben van Beurden
Michel Temer se encontra com o CEO da Royal Dutch Shell, Ben van Beurden - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Michel Temer se reuniu hoje (27) com o CEO da Royal Dutch Shell, Ben van Beurden, e ouviu que o Brasil é um dos principais países de interesse para a petroleira investir. O encontro aconteceu poucas horas depois de o presidente da Petrobras, Pedro Parente, ter defendido o fim da obrigatoriedade da participação da estatal na exploração do pré-sal.

Presidente Michel Temer durante almoço ampliado com Empresários e Investidores nos EUA - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Secretário do Tesouro dos EUA defende medidas econômicas de Temer
"Trabalhamos com a Petrobras há muitos anos e ela é uma empresa de classe mundial no que se refere à capacidade técnica e isso não mudou. É obvio que acompanhamos as manchetes sobre a Petrobras e isso traz algum grau de preocupação, mas a grande pergunta era se a empresa conseguiria manter os investimentos e ela tem feito escolhas adequadas em seus programas de investimentos", afirmou Beurden.

O CEO disse ainda que a Shell se tornou a maior parceira da Petrobras após a compra da britânica BG, e declarou que a multinacional deverá realizar novos investimentos no país nos próximos anos.

"Não temos um anúncio ou um pedido a fazer, só viemos sublinhar a importância do Brasil para a empresa. A indústria do petróleo tem um tempo de vida muito grande e os investimentos são feitos pensando no longo prazo", disse ele. "Tudo o que ouvi hoje dá suporte para um lugar seguro para investimentos", acrescentou.

Pouco antes do encontro com o CEO da Shell, Temer se encontrou com o ministro das Minas e Energia, Fernando Bezerra Coelho Filho, e com o presidente da Petrobras, Pedro Parente, que lhe entregou o plano de investimentos da estatal para o período de 2017 a 2021, defendendo a abertura da exploração da camada do pré-sal para empresas estrangeiras.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала