Famoso escritor jordaniano assassinado por ultrajar islã

© AFP 2022 / AHMAD ALAMEENPolícia jordaniana em frente a um tribunal em Amã, na área onde foi morto Nahed Hattar, 25 de setembro de 2016
Polícia jordaniana em frente a um tribunal em Amã, na área onde foi morto Nahed Hattar, 25 de setembro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Na capital jordaniana Amã foi morto a tiro o famoso escritor e ensaísta Nahed Hattar, anteriormente detido por compartilhar uma caricatura em sua página no Facebook, que alguns usuários acharam ofensiva em relação ao islã, informa o The Independent.

De acordo com o The Independent, um desconhecido fez três disparos na cabeça do escritor. Foi relatado que o criminoso foi preso.

Capa do livro encontrado na Síria com contéudo radical - Sputnik Brasil
Questão para Turquia: Soldados sírios revelam livro para jihadistas de editora turca
O escritor foi morto a tiros perto do edifício do tribunal, no qual devia decorrer a audiência do seu caso: o escritor foi acusado de desrespeito à religião. Do ponto de vista das autoridades, Hattar cometeu um crime ao compartilhar uma caricatura no Facebook. Nela estava representado um extremista do Deash (organização terrorista proibida na Rússia) sentado ao lado de duas mulheres e pedindo a deus para lhes trazer algo para beber.

Segundo observa a Reuters, Hattar era um famoso ativista cristão na Jordânia. Além disso, ele era um apoiante do presidente sírio, Bashar Assad.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала