Daesh: Árbitros de futebol não estão previstos pela lei divina

© flickr.com / Public.Resource.OrgGoleiro Mosab Balhous salvar a Síria do ataque do Sri Lanka durante o 2º Torneio de Futebol Nehru Cup Internacional 2009 no Estádio Ambedkar em Nova Deli em 24 de agosto, 2009.
Goleiro Mosab Balhous salvar a Síria do ataque do Sri Lanka durante o 2º Torneio de Futebol Nehru Cup Internacional 2009 no Estádio Ambedkar em Nova Deli em 24 de agosto, 2009. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
No território de Deir ez-Zor, na Síria, atualmente controlado pelo Daesh, a organização terrorista proibiu os árbitros nos jogos de futebol, porque as suas decisões "contradizem a vontade de Deus".

O jornal britânico The Independent relata que os extremistas também se manifestam contra a legislação internacional da Federação Internacional de Futebol (FIFA) em geral por ser "ilegítima".

Soldados do governo iraquiano comemoram retomada do controle sobre a província de Diyala, enquanto um deles exibe uma bandeira apreendida do Daesh (foto de arquivo) - Sputnik Brasil
Terroristas costuram bocas de civis com arame temendo perder seu poder
Sob a lei da Sharia, as vítimas podem pedir uma compensação ou vingança igual ao dano, o que pode causar muitas lesões entre futebolistas sírios.

Anteriormente, os jihadistas chamavam o futebol de "anti-muçulmano" e matavam tanto as pessoas que praticavam esse esporte, como espectadores dos jogos, no entanto agora se pode jogar futebol nos territórios sírios controlados pelo Daesh.

Nem só os árbitros foram proibidos pelo Daesh. Fumar, dançar, os canais televisivos estrangeiros e o acesso privado à Internet também foram riscados da vida pelo chamado Daesh.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала