- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Trabalhadores do campo prometem mobilização contra perda de direitos

© José Cruz/Agência BrasilMST Dilma
MST Dilma - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O pronunciamento da presidente Dilma Rousseff nesta segunda-feira, 29, no Senado, na etapa derradeira do processo de impechment dividiu opiniões. Para os aliados da presidente afastada, foi histórico, enquanto para os seus críticos não trouxe qualquer dado novo que possa reverter o voto dos senadores.

Em Brasília, acompanando o pronunciamento junto a cerca de duas mil pessoas acampadas nas proximidades do Palácio do Planalto, a coordenadora da Via Campesina em Sergipe, Rafaela Alves, considerou o discurso um marco na história recente do Brasil.

"Toda a classe trabalhadora e os movimentos sociais ouviram com muita animação o pronunciamento e também o nível de debate que ela está traçando com os senadores. Vai deixando muito claro o que está se passando no Brasil. É um golpe. Não tem motivos para um processo de impeachment, se não a intencionalidade de um golpe para retirada dos direitos dos trabalhadores."

Rafaela garante que o nível de mobilização vai aumentar, uma vez que o governo interino do presidente Michel Temer já impôs muitas perdas para os trabalhadores.

"Não é fácil a pauta desse governo, que é ilegítimo, e não foi eleito pela maioria da população. As primeiras atitudes dele foram para acabar com o Ministério de Desenvolvimento Agrário, cortes de verbas de programas sociais diversos. São diversas atitudes que ferem direto o direito dos trabalhadores, as lutas e conquistas históricas."

A coordenadora da Via Campesina garantiu que os movimentos sociais vão continuar lutando, se mobilizando e torcendo para que essa votação seja favorável aos trabalhadores. 

"Estamos na rua para pressionar para isso. Aqui no acampamento onde estamos em Brasília, já são mais de duas mil pessoas de vários lugares do país. Hoje pela manhã fomos lá fazer a recepção de Dilma no Senado. Precisamos superar esse momento ruim da história." 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала