Ex-almirante: Marinha iraniana comete ações 'perigosas e imprudentes'

© YouTube/Stars and StripesNavios do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica perto de USS Nitze americano 25 de gosto de 2016
Navios do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica perto de USS Nitze americano 25 de gosto de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As ações perturbadoras contra quatros navios de guerra americanos cometidas pela marinha do Corpo de Guardiões da Revolução Islâmica é uma provocação imprudente que pode levar a erros de cálculo, disse à Sputnik Pete Daly, executivo do Instituto da Marinha norte-americana.

A força naval do Irã provocou quatro navios da Marinha dos EUA, que recentemente navegavam no golfo Pérsico, obrigando os militares norte-americanos a disparar tiros de advertência para fazer parar as manobras agressivas, declarou na quinta-feira (25) Peter Cook, porta-voz do Departamento de Defesa dos EUA.

"Isto é uma coisa muito perigosa e imprudente, é uma provocação que tem todas as chances para causar um erro de cálculo", disse Pete Daly na quinta-feira (25). "Depois dos tiros de advertência, se o comandante no local acredita que há uma intenção hostil, o navio terá que abrir fogo sobre os alvos."

Guarda Revolucionária do Irã realiza exercícios navais no Golfo Pérsico - Sputnik Brasil
Navio dos EUA dispara tiros de advertência para embarcação iraniana no Golfo
Um dos navios da Marinha americana que foi sujeito a provocações, o USS Squall, disparou tiros de aviso contra os navios iranianos, fazendo-os se desviarem.

"Todos os navios dos EUA têm o direito inerente a se defenderem", adicionou Pete Daly.

Os navios de superfície Tempest, Nitze e Stout também usaram meios da comunicação e foguetes de sinalização para afastar as lanchas rápidas iranianas.

Peter Cook sublinhou que há o risco de escalada da tensão entre Washington e Teerã caso eles continuem se comportando de modo pouco profissional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала