Rússia e EUA vão trabalhar juntos no relatório sobre ataques químicos na Síria

© AP Photo / Seth WenigEmbaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin
Embaixador da Rússia na ONU, Vitaly Churkin - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia e os Estados Unidos vão trabalhar conjuntamente em ações futuras após a apresentação do relatório da Missão da ONU e da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) sobre o uso de armas químicas na Síria.

Soldado do exército iraquiano mostra armas químicas do Daesh - Sputnik Brasil
Daesh utiliza armas químicas na área de Mossul contra exército iraquiano
Anteriormente, a missão da Organização para a Proibição de Armas Químicas e a ONU apresentou um relatório sobre a investigação de nove incidentes de uso de armas químicas para fins militares na Síria. 

Especialistas observaram dois ataques por parte das forças do governo e um ataque dos militantes do grupo terrorista Daesh (Estado islâmico).

O representante permanente da Rússia na ONU, Vitaly Churkin, declarou nesta quinta-feira (25) que o relatório é "circunstancial" e é preciso que seja estudado. Ele comentou que o doucmento foi a representante permanente dos EUA na ONU, Samantha Power, mesmo ela estando de férias no momento. 

"Nós concordamos que, assim que ela voltar de férias, nos reuniremos e vamos analisar o que pode ser feito em relação ao relatório", disse o diplomata  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала