Suécia pode ter problemas com EUA por causa de gasoduto russo

© Sputnik / Igor Zarembo / Abrir o banco de imagensConstrução do gasoduto Nord Stream
Construção do gasoduto Nord Stream - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O premiê sueco Stephen Lovfen pode enfrentar pressões devido à construção do gasoduto russo Corrente do Norte 2, na reunião com o vice-presidente norte-americano Joe Biden, prevista para esta quinta-feira (25).

A respectiva opinião foi divulgada pelo jornal local Svenska Dagbladed. 

Biden já chegou à capital sueca, Estocolmo, para uma visita de um dia. Ainda de acordo com o periódico local, a segurança energética será uma dos temas agendados para discussão na reunião.

Lançamento da segunda linha do gasoduto Nord Stream - Sputnik Brasil
EUA profetizam colapso da economia da Ucrânia por causa do novo gasoduto russo
A Suécia, segundo a mídia, pode ser forçada a se opor à construção do gasoduto russo, que visa levar 55 metros cúbicos do gás russo através do território alemão para outros países da Europa de Leste e Central, deixando de fora o território da Ucrânia, dos países bálticos e a Polônia.

A Suécia pode sofrer pressões tendo em conta a postura dos Estados Unidos e de vários países europeus, que são contra o possível aumento da dependência dos fornecimentos de gás russo. Em particular, o presidente polaco Andrzej Duda declarou recentemente que o projeto ameaça a segurança energética da Europa e visa impedir o trânsito tradicional de gás pelo território da Ucrânia.

© Foto / downloads-free.ga Corrente do Norte 2
Corrente do Norte 2 - Sputnik Brasil
Corrente do Norte 2
Enquanto isso, a Rússia apoia a diversificação do transporte de energia, segundo informou o presidente russo Vladimir Putin ainda em maio do ano corrente.

O gigante energético Gazprom prevê que o projeto seja realizado até finais de 2019.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала