Presidente da Itália pede solidariedade aos imigrantes

© AP Photo / Riccardo Antimiani, AnsaPresidente da Itália Sergio Mattarella
Presidente da Itália Sergio Mattarella - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Itália deve mostrar solidariedade pelos imigrantes, garantindo que eles respeitem a lei, declarou nesta sexta-feira (19) o presidente da Itália, Sergio Mattarella, informou Agência Brasil.

"Queremos ajuda para aqueles que são perseguidos, acolhimento para aqueles que o desejam e, ainda assim, segurança e respeito das leis pela parte daqueles que chegam", disse Mattarella.

"Não podemos ser derrotados pelo medo", acrescentou, ao falar no Encontro da Amizade entre os Povos, promovido pelo Movimento Comunhão e Libertação, ligado à Igreja Católica, na cidade de Rimini. 

"Não defenderemos a construção de muros ou a criação de barreiras", declarou o político, que classificou a xenofobia e isolacionismo de falsas soluções já fracassadas no passado.

"Temos que começar a construir pontes. Devemos compreender que existe um caminho para partilhar. Estamos falando de benefícios e responsabilidades, assim como das dificuldades. Partilha de direitos e deveres".

Ainda de acordo com Mattarella, "nós precisamos trabalhar duro" para tornar a Itália mais "forte, solidária, competitiva e importante para construção europeia".  "Dizer que um país não é unido o torna mais fraco", concluiu o presidente.

German Navy sailors surround a boat with more than 100 migrants near the German combat supply ship 'Frankfurt am Main' during EUNAVFOR Med, also known as Operation Sophia, in the Mediterranean Sea off the coast of Libya, Tuesday, March 29, 2016 - Sputnik Brasil
Mais de 200 mil imigrantes ingressaram na UE pelo Mediterrâneo em 2016
A Itália é um dos principais pontos de entrada de imigrantes na UE. Grandes grupos chegam no sul do país, geralmente após perigosas e superlotadas travessias do Mediterrâneo. Um relatório da Organização Internacional para as Migrações (OIM), publicado no início de agosto, revelou que mais de 2.740 imigrantes morreram este ano no Mar Mediterrâneo tentando chegar ao país.

De acordo com o relatório da OIM, entre o início do ano e agosto, 263.636 imigrantes e refugiados chegaram à Europa por vias marítimas. O documento revela ainda, que, apenas em julho, 24 mil imigrantes desembarcaram na Itália.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала