Fidel Castro: Rússia não pode ser submetida a ameaças de emprego de armas nucleares

© AP Photo / Anonymous/dapdFidel Castro se apresenta na Assembleia-Geral da ONU, Nova York, 13 de outubro de 1979
Fidel Castro se apresenta na Assembleia-Geral da ONU, Nova York, 13 de outubro de 1979 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Fidel Castro, por ocasião do seu 90º aniversário, publicou uma carta no diário cubano Granma, onde compartilha memórias de sua infância, expressa sua gratidão pelos cumprimentos e presentes recebidos e apela ao mundo para que preserve a paz.

"Grandes potências como China e Rússia não podem ser sujeitas às ameaças de emprego de armas nucleares. São povos de grande valor e inteligência", afirmou o líder da Revolução cubana, que, por sua vez, criticou o presidente Barack Obama por sua maneira de agir frente ao passado sombrio dos EUA.

Fidel Castro na cidade de Santa Clara, em Cuba, 1959 - Sputnik Brasil
Cuba celebra 90 anos de Fidel Castro
"Acho que faltou elevação ao discurso do presidente dos Estados Unidos quando visitou o Japão, e lhe faltaram palavras para pedir desculpar pela matança de centenas de milhares de pessoas em Hiroshima, apesar de conhecer os efeitos da bomba", destacou Castro.

Em sua carta, o ex-líder cubano expressou sua "profunda gratidão pelas mostras de respeito, pelos cumprimentos e os obséquios recebidos".

Em conclusão, Fidel Castro fez um apelo para buscar e preservar a paz no mundo.

"É por isso que temos que insistir sobre a necessidade de preservar a paz, e que nenhuma potência se arrogue o direito de matar milhões de seres humanos", concluiu o aniversariante.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала