Rússia nega acesso à Crimeia para missão de observadores da OSCE

© AFP 2022 / JOHN MACDOUGALL  / Abrir o banco de imagensObservadores da OSCE
Observadores da OSCE - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O representante permanente da Rússia junto à Organização para a Segurança e Cooperação na Europa, Aleksandr Lukashevich, informou hoje (12) que Moscou não dará acesso ao território da Crimeia aos observadores da Missão Especial de Observação da OSCE na Ucrânia.

Mais cedo, o Ministério das Relações Exteriores da Ucrânia exigiu do lado russo um livre acesso ao território da Crimeia para observadores da missão da OSCE, para que estes pudessem "fazer uma avaliação objetiva da situação" envolvendo a prisão de um grupo de homens, ligados ao Ministério da Defesa da Ucrânia, que pretendia realizar atentados terroristas na península.

Stele with the word Crimea at Jankoi border crossing point on Russia-Ukraine border - Sputnik Brasil
EUA pedem que Rússia e Ucrânia evitem aumento da tensão na Crimeia
Lukashevich explicou que a missão da OSCE é restrita somente ao território da Ucrânia. "Crimeia é um território da Rússia. Acordamos desde o início que a missão não se estende à Crimeia, sendo esta parte da Federação Russa".

Nas suas palavras, a própria missão entende que não tem quaisquer direitos de trabalhar na península e não pretende questionar isso.

A Crimeia voltou a fazer parte da Rússia após um referendo realizado na sequência de um golpe de Estado na Ucrânia, e em que 95% da população da península optou pela reunificação com Moscou.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала