Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA enfrentam problemas devido à falta de pilotos de caça

© AFP 2021 / Steven R. SCHAEFERCaça norte-americano F-22
Caça norte-americano F-22 - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Força Aérea norte-americana se prepara para escassez de pilotos de caça devido à concorrência entre as Forças Armadas do EUA e companhias aéreas civis.

Deborah Lee James, a secretária da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Secretária da Força Aérea dos EUA chamou a Rússia de ameaça número um
A Força Aérea dos EUA (USAF em inglês) é afetada pela insuficiência de recrutamento.

«Neste ano, a falta é de 700 pilotos de caça, mas, de acordo com as previsões o número aumentará para mil pessoas em 2022», relata a CNN, citando o secretário da Força Aérea dos EUA Deborah Lee James e general David Goldfein, vice-chefe da Força Aérea norte-americana. 

Eles acrescentaram que uma das razões da falta de pilotos é a concorrência que existe entre a Força Aérea e empresas aéreas civis. 

"É esperado que empresas aéreas empreguem mais pilotos. Eles já vinham intensificando a contratação", declarou James. 

O caça F-16 dos EUA - Sputnik Brasil
Restrição de orçamento deixa Força Aérea dos EUA com frota 'pequena e velha'
David Goldfein sublinhou que o Pentágono prevê aumento de salário para pilotos de caça. 

"Devemos tomar medidas para nos tornarmos mais competitivos", concluiu o vice-chefe da Força Aérea dos EUA. 

A Força Aérea dos EUA conta com 5.778 aeronaves, cerca de 156 drones, 2.130 mísseis de cruzeiro e 450 mísseis balísticos intercontinentais. A USAF é composta por 330 mil militares no serviço ativo, 74 mil adicionais na reserva e 105 mil na Guarda Nacional Aérea. 

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала