Mídia internacional vê sinal ao Ocidente em visita de Erdogan à Rússia

© Sputnik / Michael Klimentyev / Abrir o banco de imagensO Presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan
O Presidente russo Vladimir Putin e seu homólogo turco Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os meios de comunicação internacionais têm reagido ativamente à reunião entre os líderes da Rússia e da Turquia em São Petersburgo e identificaram um recado de Erdogan ao Ocidente.

As publicações mais importantes do mundo destacaram que a primeira visita internacional do presidente Recep Tayyip Erdogan depois da tentativa de golpe no país não foi para os países aliados da OTAN, mas para a Rússia. A mídia internacional concluiu que a reunião de Erdogan com Vladimir Putin teve grande valor simbólico.

"A reunião em São Petersburgo permitiu que Erdogan desse a entender ao Ocidente que a Turquia está pronta para olhar para a posição de Moscou — o contrapeso tradicional da influência ocidental no Oriente Médio", escreveu o Wall Street Journal.

O Washington Post relatou as preocupações de Analistas que acreditam que Erdogan deu passo em direção à Rússia e "pode ​​fortalecer a alienação da Turquia de seus aliados tradicionais".  

Presidente russo Vladimir Putin e presidente turco Recep Tayyip Erdogan reunem-se em São Petersburgo, Rússia, 9 de agosto de 2016 - Sputnik Brasil
Putin e Erdogan reúnem-se em São Petersburgo
Já um jornalista da edição francesa La Croix acredita que Moscou, por sua vez, pode "usar Ancara no confronto com o Ocidente, tanto na Síria quanto no exterior".

Estas preocupações são partilhadas pelo comentarista do jornal alemão Handelsblatt. "A reunião de Putin e Erdogan é um alarme, a parceria emergente pode prejudicar o Ocidente", observa o autor. Em sua opinião, a Europa não deve alienar a Turquia, mas arrastá-la para o seu lado.

O Tagesspiegel, por sua vez, lançou  dúvidas sobre o surgimento de uma nova aliança russo-turca. No entanto, não descartou uma reversão na política externa de Ancara.

"Com a visita a São Petersburgo, Erdogan deixou claro que a Turquia está à procura de parceiros fora da UE e da OTAN, não quer dizer que a Turquia está saindo da OTAN, mas afirma que não atribui especial importância à cooperação com a linha da Aliança", diz o artigo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала