Nacionalização de mineradora canadense custará US$769 milhões à Venezuela

© Federico Parra/AFPVenezuela
Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A mineradora canadense Gold Reserve anunciou nesta segunda-feira (8) um acordo com a Venezuela para formar uma joint venture de extração de ouro. Como parte da negociação, o país vai pagar 769 milhões de dólares de indenização por ter nacionalizado as operações da companhia.

O então presidente da PDVSA, Rafael Ramírez, e o seu colega da russa Rosneft, Igor Sechin, em 2013, durante a visita do último à Venezuela - Sputnik Brasil
Rosneft e PDVSA assinam acordo de cooperação estratégica na Venezuela
Caracas adiantou em fevereiro que havia chegado a um acordo para solucionar o prolongado conflito criado após o fim abrupto da concessão a empresa canadense manteve no país sul-americano até 2009, mas não se sabia ao certo se o saldo da arbitragem seria honrado.

A pequena mineradora cotada na Bolsa de Toronto disse hoje que o pagamento será feito em duas partes, a primeira de 600 milhões de dólares até 31 de outubro; a segunda até 31 de dezembro deste ano.

"O pagamento será feito com o financiamento que a Venezuela obterá para este fim", disse a Gold Reserve em um comunicado.

Cinquenta e cinco por cento da joint venture será detida pelo Estado venezuelano, e o restante pertencerá a uma subsidiária da companhia canadense. A associação irá desenvolver o projeto das enormes minas de ouro de Brisas Las Cristinas, que têm reservas estimadas em 30 milhões de onças.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала