Líder da República Popular de Lugansk ferido após tentativa de assassínio

© Sputnik / Sergei Averin / Abrir o banco de imagensLíderes da RPD e RPL Aleksandr Zakharchenko e Igor Plotnitsky
Líderes da RPD e RPL Aleksandr Zakharchenko e Igor Plotnitsky - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O chefe da autoproclamada república de Lugansk (RPL), Igor Plotnitsky, foi hospitalizado depois de uma explosão do seu carro de manhã de sábado (6), informou a mídia local.

Nadezhda Savchenko, deputada da Suprema Rada (parlamento da Ucrânia) - Sputnik Brasil
Antiga piloto exorta Kiev a parar combates em Donetsk
"O chefe da república foi levado para um dos hospitais da capital", informou o Centro de Informações de Lugansk. Apesar dos ferimentos graves, a condição de Igor Plotnitsky está estável e ele não corre perigo de vida.

Segundo testemunhas do incidente, a razão da explosão foi uma bomba caseira instalada num poste que se detonou quando o carro do líder da RPL passava por ela.

Na rede já apareceram as primeiras imagens do local da explosão.

O vice-presidente da Comissão de Defesa e Segurança do Conselho da Federação, Franz Klintsevich, comentou o ataque alegando que existe só uma versão de quem foi o autor – a inteligência ucraniana, e seu objetivo é desestabilizar a situação na república autoproclamada.

Vice-chefe das tropas de autodefesa da RPD, Eduard Basurin, inspeciona edifício bombardeado em Donetsk - Sputnik Brasil
Donetsk informa número de mortos em julho por bombardeios de Kiev
O deputado russo Mikhail Emelianov tem certeza que a tentativa de assassínio mina o processo da realização dos acordos de Minsk:

"Kiev está se comportando como uma organização terrorista, usa métodos terroristas para atingir seus objetivos. Com certeza que ninguém acredita que essas autoridades de Kiev pensam a sério em uma resolução pacífica do problema de Donetsk e Lugansk."

Por sua vez, as forças de segurança ucranianas confirmaram o ataque, mas não fizeram comentários detalhados. 

Kiev iniciou uma operação militar contra as Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk em abril de 2014. De acordo com estatísticas da ONU, as vítimas do conflito já ascendem a mais de 9,4 mil pessoas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала