Manifestantes entram em confronto com a polícia na Armênia

© AFP 2022 / KAREN MINASYANArmenian opposition supporters clash with riot police blocking the streets to Erebuni police station, where gunmen are holding hostages, in Yerevan on July 19, 2016
Armenian opposition supporters clash with riot police blocking the streets to Erebuni police station, where gunmen are holding hostages, in Yerevan on July 19, 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Centenas de pessoas entraram em confronto com a polícia em Yerevan, capital da Armênia, nesta quarta-feira, durante um protesto em frente à delegacia onde homens armados de um grupo da oposição fazem reféns há quatro dias.

Vários manifestantes ficaram feridos durante o conflito, segundo informou um correspondente da RIA Novosti presente no local. De acordo com ele, a população atacou os agentes com pedras e outros objetos disponíveis, enquanto as forças de segurança responderam com tiros de advertência, gás e bombas de efeito moral.

Mais de 20 homens armados invadiram a delegacia do distrito de Erebuni, em Yerevan no último domingo, pedindo a libertação de Zhirair Sefilian, militar e ativista político que foi preso no último mês por posse ilegal de armamentos, e a renúncia do presidente Serzh Sargsyan. Um policial foi morto e pelo menos outros quatro ficaram feridos durante a invasão. Cinco continuam no local.

Nascido no Líbano, Sefilian, veterano do conflito de Nagorno-Karabakh entre 1988 e 1994, é o fundador da Frente de Salvação Pública da Nova Armênia. Ele defende uma mudança no regime do país e é contra qualquer concessão territorial ao Azerbaijão. De acordo com as autoridades, o opositor e seus seguidores estariam planejando a tomada de vários prédios do governo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала