Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Kerry ataca Turquia por insinuar envolvimento dos EUA em golpe contra Erdogan

© AFP 2021 / JONATHAN ERNSTSecretário de Estado norte-americano John Kerry durante a conferência de imprensa sobre a reunião da OTAN, Bruxelas, 2 de dezembro de 2015
Secretário de Estado norte-americano John Kerry durante a conferência de imprensa sobre a reunião da OTAN, Bruxelas, 2 de dezembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os EUA mostraram insatisfação após seu aliado da OTAN e parceiro regional acreditar que Washington tentaria derrubar o governo de Erdogan

Una reunión progubernamental en la plaza de Taksim en Ankara el día después de la sublevación - Sputnik Brasil
Ministro turco acusa EUA de organizarem tentativa de golpe militar
O secretário de Estado americano, John Kerry, disse ao ministro de Relações Exteriores da Turquia, Mevlut Cavusoglu, que as acusações públicas sugerindo que oficiais americanos teriam planejado a tentativa de golpe militar na Turquia eram categoricamente falsas e prejudiciais às relações entre os países.

Kerry pediu cautela à Turquia após a tentativa de golpe e sugeriu que o país respeitasse a lei em sua investigação sobre a conspiração, disse o porta-voz do Departamento de Estado, John Kirby.

“Ele deixou claro que os EUA estariam dispostos a dar assistência às autoridades turcas conduzindo essa investigação, mas que insinuações públicas ou alegações sobre qualquer papel americano no golpe que falhou não inteiramente falsas e prejudiciais a nossas relações bilaterais”, disse Kirby. 

Mais cedo, o ministro do Trabalho da Turquia, Suleyman Soylu, afirmou que Washington estaria por trás da tentativa de golpe militar na Turquia.

“Os EUA estão por trás da tentativa de golpe. Alguns jornais publicados lá [nos EUA] vêm conduzindo atividades por vários meses. Há muitos meses enviamos pedidos aos EUA sobre Fethullah Gulen. Os EUA precisam extraditá-lo”, disse Soylu.

A tentativa de golpe foi contida na manhã deste sábado. O primeiro-ministro turco, Binali Yildrim, declarou que todos apoiadores do golpe haviam sido detidos e que o país estava retornando à vida normal. Mais de 180 pessoas morreram e cerca de 1.470 ficaram feridas durante os acontecimentos. Perto de 3 mil pessoas foram detidas, segundo o primeiro-ministro.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала