Síria e Rússia liberaram mais de 12 mil km quadrados ocupados pelos terroristas

© Sputnik / Maksim Blinov / Abrir o banco de imagensMilitares na parte histórica de Palmira liberada dos terorristas do Daesh, Síria, maio de 2016
Militares na parte histórica de Palmira liberada dos terorristas do Daesh, Síria, maio de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os esforços conjuntos do Exército sírio e da Força Aeroespacial da Rússia asseguraram a liberação de mais de 12 mil km quadrados e 150 cidades sírias dominadas pelos terroristas do Daesh, afirmou o ministro da Defesa da Rússia, Sergei Shoigu, em uma conferência dedicada aos resultados político-militares da ação das Forças Armadas na Síria.

"Com o apoio intenso da aviação e da artilharia das forças russas, as tropas sírias liberaram 586 povoações, inclusive 150 cidades e mais de 12 mil km quadrados de território. Isso permitiu o retorno de mais de 264 mil refugiados para os locais da sua residência permanente", afirmou Shoigu.

A Mi 24 helicopter of the Syrian army in the vicinity of Palmyra, Syria. - Sputnik Brasil
Terroristas do Daesh derrubam helicóptero russo perto de Palmira
Segundo o ministro, o governo recuperou o controle sobre alguns campos petrolíferos e de gás. Também foram liberadas as cidades de Palmira e Al Qaryatayn, que têm um papel estratégico.

"O que é de maior importância é que foi posto termo à expansão das atividades dos grupos terroristas para outras zonas", acrescentou o ministro.

A operação da Força Aeroespacial da Rússia na Síria alterou o equilíbrio de forças a favor do governo legítimo do país, as rotas de abastecimento dos terroristas foram bloqueadas e grandes grupos armados nas regiões de Hama e Homs foram derrotados. Os terroristas são expulsos de Latakia e dos territórios ao redor de Damasco, disse Shoigu.

Vista pela cidade síria de Aleppo, Síria, abril de 2016 - Sputnik Brasil
Exército sírio cerca finalmente Aleppo expulsando terroristas
O ministro da Defesa russo comunicou ainda que foi eliminado um significativo número de terroristas oriundos da Rússia que se haviam juntado ao Daesh.

Agora a Rússia está tratando de reestabelecer a prontidão militar das Forças Armadas sírias e realiza treinamentos das suas tropas.

Há que lembrar que, desde 12 de julho, os caças da Força Aeroespacial russa realizaram mais de 50 ataques contra instalações terroristas na Síria.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала