Com força, mas sem êxito? Daesh quase perde sua 'capital'

© Sputnik / Michael AlaeddinOs militares sírios queimam a bandeira do Daesh, retirada do Castelo de Palmira
Os militares sírios queimam a bandeira do Daesh, retirada do Castelo de Palmira - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Sputnik conseguiu falar com um dos comandantes do Conselho Militar de Manbij para saber mais sobre a situação em torno dos combates contra terroristas que recentemente endureceram na região da cidade de Manbij, no norte da Síria.

Serdar Heci, o chefe de um dos destacamentos do Conselho Militar de Manbij que conta com militares árabes, turcomenos e curdos, comentou a situação.

Soldados do Exército sírio realizam ações militares contra terroristas nos arredores da cidade de Mhin, Síria, 20 de fevereiro de 2016 - Sputnik Brasil
Exército sírio bloqueia principal rota de abastecimento de terroristas
De acordo com ele, atualmente os jihadistas do grupo Daesh (proibido na Rússia) estão realizando ataques a fim de romper o cerco da cidade, sofrendo sérias perdas.

As forças do conselho, de acordo com Heci, estão prosseguindo com a operação de libertação da cidade, um ponto estratégico no norte da província síria de Aleppo.

Como resultado da operação, que já prossegue há 35 dias, os jihadistas já perderam o controle de 200 aldeias e povoações da região.

Falando com a Sputnik, Heci explicou os pormenores da situação atual:

"Ontem os jihadistas tentaram atacar de três flancos a povoação de Dadat e a aldeia de Gerbete. As nossas forças resistiram vigorosamente aos terroristas. Como resultado dos combates, que duraram várias horas, foram liquidados mais de 100 militantes, dois tanques foram destruídos durante o bombardeio das forças da coalizão. Assim, as nossas forças conseguiram retomar o controle de uma série de povoações anteriormente ocupadas por terroristas. O Daesh tenta mobilizar todos os seus recursos e atacar todo o tempo, mas todas as suas tentativas fracassam graças às ações bem coordenadas dos nossos destacamentos."

É importante notar que na segunda-feira (4) os terroristas do Daesh realizaram um ataque, a partir da zona de Jarabulus, contra a aldeia de El Refiha, mas durante a operação as forças do Conselho Militar de Manbij liquidaram 61 militantes.

No mesmo dia, a coalizão internacional realizou oito ataques aéreos contra posições de jihadistas, primeiramente tentando minar a infraestrutura do Daesh na cidade, inclusive destruindo carros-bomba. Mas a situação durante os bombardeios se tornou bastante difícil por razão da presença de civis no local.

Militantes de Daesh - Sputnik Brasil
Conheça seu inimigo: Indianos identificam três tipos de terroristas
Cabe mencionar que, no final de maio, as Forças Democráticas da Síria (SDF) lançaram uma operação para recuperar Manbij, com o apoio da coalizão internacional liderada pelos EUA. Situada entre Raqqa e a fronteira turco-síria e com uma população de 80 mil pessoas em 2012, a cidade é considerada a "capital" do Daesh já que tem importância estratégica para os terroristas no que diz respeito ao fornecimento de armas, munições, alimentos e também novos combatentes. 

Enquanto isso, recentemente se tornou claro que as SDF estão concentrando reforços vindos de Hasakah, Kobane e  Al-Qamishli, porque os combates na região se tornaram mais renhidos por razão da resistência do Daesh.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала