'OTAN inventa novos e mais motivos para uma guerra'

© AFP 2022 / MICHAL CIZEKMilitares checos do 43º batalhão aerotransportado da OTAN
Militares checos do 43º batalhão aerotransportado da OTAN - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Parece que a OTAN tenta propositadamente provocar a Rússia para que esta aja agressivamente, mas nem todos estão combinados com essa política.

Bandeira da Moldávia - Sputnik Brasil
Moldávia nega estar recebendo armas da OTAN
Vladimira Vitova é a representante do movimento “Fórum Pacifico da República Tcheca” e um dos autores da carta aberta, enviada ao primeiro-ministro da República Tcheca Bohuslav Sobotka na véspera da cúpula da OTAN em Varsóvia, e partilhou com a Sputnik o seu descontentamento com a Aliança.

Lembramos que a cúpula dos países-membros da OTAN será realizada em Varsóvia nos dias 8 e 9 de julho. Os delegados deverão aprovar a decisão de deslocar quatro batalhões para a Polônia e região do Báltico.

A Sputnik apresenta o comentário da política tcheca sobre o assunto.

“Ficamos indignados com os migrantes, com a burocracia da UE, mas nenhum político ou partido na República Tcheca faz comentários sobre a cúpula da OTAN em Varsóvia, planejada para 8-9 de julho de 2016. A reunião da OTAN em Varsóvia se torna em crucial porque a OTAN procura cada vez mais novos pretextos para uma guerra.

Soldado polonês junto às bandeiras da OTAN, Polônia e EUA em Swidwin, Polônia, 23 de abril 2014 - Sputnik Brasil
OTAN obrigará Rússia a 'se esquecer das ameaças à Polônia'
A agenda da conferência da OTAN, da forma que foi anunciada pela mídia, viola os acordos internacionais que a República Tcheca deve cumprir. É por isso que o 'Fórum Pacifico Tcheco' enviou um pedido ao primeiro-ministro e ao ministro da Defesa. Esta carta desempenha entretanto um papel informativo porque contém informação para os cidadãos sobre a conferência da OTAN em Varsóvia. A carta se baseia na questão se a delegação do governo vai agir em conformidade com a Constituição da República Tcheca, respeitar a Carta das Nações Unidas, os princípios das relações entre os países membros da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa [OSCE em inglês] e o Documento Principal da OTAN de 04.04.1949, cujo artigo primeiro diz que as partes do acordo devem resolver todas as disputas, nas quais elas estão participando, de modo pacifico, em conformidade com a Carta das Nações Unidas, para não pôr em causa a paz internacional, a segurança e a justiça e devem recusar o recurso a ameaças e a qualquer uso da força incompatível com os objetivos da ONU.

A constituição da República Tcheca diz o seguinte: 'O povo é a fonte de qualquer poder governamental e é governando através de organismos do poder legislativo, executivo e judicial'. Isso significa que o órgão executivo encabeçado por Bohuslav Sobotka, não é o senhor do povo, mas é um instrumento dele. Isto é aquilo que determina os poderes negociais na cúpula da OTAN em Varsóvia".

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала