G7: apesar do Brexit, economia da Grã-Bretanha segue estável

Nos siga noTelegram
Os ministros das Finanças e os presidentes dos Bancos Centrais dos países do G7 emitiram nesta sexta-feira (24) uma nota informando que, apesar da decisão da saída Grã-Bretanha da União Europeia, a economia britânica se mantém estável.

Em Washginton, o documento foi divulgado pelo Ministério das Finanças dos EUA.

"Nós confirmamos as nossas avaliações de que a situação da economia da Grã-Bretanha e de seu setor financeiro continua estável" – diz o comunicado.

Os autores do parecer estão igualmente "certos de que as autoridades da Grã-Bretanha têm boas posições para lidar com as consequências ligadas aos resultados do referendo".

Pro-Brexit flags fly from a fishing boat moored in Ramsgate on June 13, 2016. - Sputnik Brasil
BBC afirma que Brexit venceu o referendo
Os autores do documento também destacaram que respeitam "a determinação do povo britânico de deixar a UE" e que estão "acompanhando o desenrolar dos fatos nos mercados diante dos resultados do referendo".

"Nós reconhecemos que a volatilidade excessiva e os movimentos desordenados das taxas de câmbio podem ter sérias implicações para a estabilidade econômica e financeira" — diz o texto.

Espaço Schengen, bandeira da União Europeia - Sputnik Brasil
França e Alemanha podem propor reforma para uma UE mais flexível
Por fim, os representantes dos países do G7 confirmara a sua "união e solidariedade" perante a situação e prometeram acompanhar de perto a situação nos mercados internacionais, visando sempre a estabilidade financeira

Na quinta-feira (23), os britânicos participaram de um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia. Segundo os dados oficiais, 51,9% da população do país votou a favor da saída da união. O fato se tornou inédito para a UE, já que até agora só se falava em um maior alargamento do bloco.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала