Apesar das dificuldades, Rússia seguirá na corrida lunar

© Sputnik / Vladimir Sergeev / Abrir o banco de imagensLua no fundo da Torre Spasskaya de Kremlin de Moscou
Lua no fundo da Torre Spasskaya de Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Apesar de o setor de pesquisas espaciais da Rússia estar passando por dificuldades de financiamento, a corporação Roscosmos planeja superar todas as barreiras para evitar a estagnação de seus programas e dar continuidade, entre outros, ao projeto de criação de uma base lunar.

O assunto foi abordado em entrevista ao jornal russo Izvestia por Olga Zharova, porta-voz do instituto de pesquisas e construção espaciais TsNIIMash, subordinado e administrado pela agência espacial federal russa Roscosmos.

Ela lembrou que o ambicioso projeto começou a ser desenvolvido ainda na União Soviética, nos anos 1960 e 1970, com o objetivo de criar instalações permanentes na Lua para a realização de pesquisas de longo prazo na superfície lunar.

Olga Zharova explicou que, apesar de o atual programa espacial da Rússia estar sobrecarregado com muitos outros projetos custosos voltados para a Terra, como a expansão do sistema de posicionamento global GLONASS, estações científicas e diversos tipos de satélites, o objetivo de criação de uma base na Lua jamais foi cancelado.

"Nas primeiras etapas do desenvolvimento da base lunar, a sua tripulação não deverá exceder 2-4 pessoas, enquanto nas fases posteriores poderá chegar a 10-12 pessoas" – revelou Olga.

Lua vista desde a zona Noroeste de Moscou - Sputnik Brasil
Novo projeto faz viagem à Lua mais próximo
As dificuldades financeiras, segundo ela, reduziram o financiamento de muitos elementos desse programa, como os de criação de um módulo de pouso e lançamento lunar e de uma motoniveladora e uma escavadeira lunares. No entanto, algumas das empresas responsáveis por esses projetos se comprometeram em arcar com os custos desses desenvolvimentos.

Nas palavras de Olga, "com uma tripulação de 4 pessoas e missões de 30 dias de duração, o volume do espaço hermeticamente selado e habitável dessa base deverá ser de no mínimo 20 metros cúbicos. Para garantir a boa atividade da equipe a infraestrutura deverá ser instalada sobre a superfície da Lua. Abaixo do solo poderão ser criados refúgios anti-radioativos, instalações de geração de energia, etc.".

Imagem da Lua no céu - Sputnik Brasil
Rússia prevê construção de base lunar para 2035
A porta-voz explicou ainda que a base lunar poderá ser instalada na região do polo Sul da Lua.

Em abril deste ano, o diretor executivo dos programas espaciais tripulados da Roscosmos, Sergei Krikalev, informou que a Rússia tem planos de iniciar a construção de uma base na Lua em 2035.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала