Mulher russa conseguiu dar à luz cercada por ursos em taiga

Nos siga noTelegram
Médicos da república russa de Yakútia, no fim da semana passada, tiveram de partejar na taiga profunda. Simultaneamente, os policiais e resgatadores deviam proteger a mulher e médicos dos ursos, relata o Ministério da Saúde da república.

Segundo dados do Ministério, a mulher estava na quadragésima semana de gravidez e queria ajudar o seu esposo e familiares na pesca. Os pescadores se dirigiram a um lago na taiga perdida. No sábado, começaram as dores do parto, seu marido e irmã tentaram levá-la ao hospital mais próximo, mas seu veículo fora de estrada ficou preso em um pântano e parou. A mulher teve de ficar na floresta com sua irmã e o seu marido correu à estrada para tentar apanhar o sinal do celular.

“Às 23h28 do tempo local, no sábado, ao quadro do serviço de assistência médica chegou uma informação sobre uma mulher parindo na taiga. A ambulância, os carros de resgate e a polícia partiram apressadamente, mas o terreno pantanoso impediu-os de atingir o lugar onde estava a mulher”, diz o Ministério de Saúde.

Bear Walks on Two Legs Like a Human - Sputnik Brasil
O que se passa? Urso anda em duas patas
Foi assinalado que os serviços de segurança, médicos e policiais tiveram de percorrer um grande e demorado caminho para alcançar a parturiente. O parto se complicou por causa de uma hemorragia.

Os funcionários de Ministério de Situações de Emergência e os policiais armados protegeram a parturiente dos ursos errantes por todos os lados, eles agora estão no período de cio.

“Os veículos para fora de estrada que foram enviados para ajudar, ficaram presos no pântano um após o outro, e os médicos e resgatadores tiveram de levar a mulher até à estrada em mãos”, se lê no comunicado.

Segundo os médicos, a condição da mulher e a sua filha recém-nascida é considerada como relativamente satisfatória.

"A menina se sente bem, seu peso é de 3,49 kg, o comprimento é de 52 cm. Graças às intervenções obstétricas realizadas oportunamente e à ajuda médica altamente qualificada, não houve nenhuma ameaça à vida da mãe e sua filha recém-nascida", disse a médica chefe do hospital local Tatiana Struchkova.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала