Maioria dos habitantes da Transnístria quer integração na Rússia

Nos siga noTelegram
Uns 86 por cento da população da Transnístria considera que a integração na Rússia seria "a variante ótima do desenvolvimento" para esta república autoproclamada em território da Moldávia, informa o Centro de Pesquisa de Opinião Pública da Rússia (VTsIOM).

Comemorações do Dia da Vitória na República Moldava de Transnístria - Sputnik Brasil
Líder da Transnístria quer estado comum com a Rússia, como era na URSS
São 9 por cento os habitantes da Transnístria que se pronunciam pela independência, cerca de 2 por cento defende a reintegração na Moldávia e menos de um por cento se quer juntar à Romênia, de acordo com os resultados de uma pesquisa que VTsIOM realizou no início de junho para o Centro de Análise política.

A pesquisa também lança luz sobre as preferências eleitorais no âmbito das eleições presidenciais que o Parlamento do Estado marcou para o dia 11 de dezembro de 2016.

O atual líder parlamentar ganha preferência, com 24 por cento das intenções de voto, enquanto o atual presidente da Transnístria, Yevgeny Shevchuk, representa 11 por cento dos apoios.

Depois, se seguem a deputada ao parlamento Galina Antyufeeva, do partido Renovação, e o ex-presidente da república Igor Smirnov, com 7 por cento cada um.

Protesto perante o edifício do parlamento da Moldávia, Chisinau, 21 de janeiro de 2016 - Sputnik Brasil
A Moldávia segue o exemplo da Ucrânia?
A Transnístria, cuja população é composta na maioria (60%) por russos e ucranianos, declarou a independência da Moldávia antes do colapso da União Soviética, receando que na onda de nacionalismo a Moldávia se juntasse com a Romênia. Em 1992, depois de uma tentativa falhada das autoridades moldavas para resolver o problema pela força, a Transnístria se tornou praticamente em um território independente de Chisinau.

Chisinau respondeu com o envio de tropas para o território rebelde, o que deu origem a um conflito armado que durou vários meses.

Hoje em dia, a Transnístria representa um território fora do controle de Chisinau com todos os atributos de um Estado, incluindo uma moeda própria.

Atualmente, a manutenção da paz na área do conflito está a cargo de um contingente misto da Rússia, Moldávia e Transnístria. A última insiste em obter a independência, mas a Moldávia nega oferecendo em troca de uma ampla autonomia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала