Moscou adverte que vai 'seguir de perto' a atividade dos EUA e da OTAN no Mar Negro

© Sputnik / Vasily Batanov / Abrir o banco de imagensEfetivos da Marinha russo durante a celebração do aniversário da Frota do mar Negro em Savastopol
Efetivos da Marinha russo durante a celebração do  aniversário da Frota do mar Negro em Savastopol - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Rússia "vai acompanhar de perto a atividade militar dos EUA e da OTAN no Mar Negro, incluindo a eventual participação da Ucrânia e de outros países", advertiu nesta sexta (17) o embaixador russo na OTAN, Alexander Grushko.

Retrato do presidente Vladimir Putin pintado sobre um muro em Yalta, na Crimeia - Sputnik Brasil
Putin: Ocidente apoiou golpe na Ucrânia para justificar existência da OTAN
"Nós ainda não vimos em detalhes concretos as decisões dos países da OTAN para além do seu desejo de aumentar a presença militar no Mar Negro, mas essas ideias realmente são discutidas no seio da Aliança. Em particular, há propostas para formar uma espécie de grupo naval permanente com a participação de membros da OTAN e de países parceiros que não são desta região", disse o diplomata russo.

"O sério risco de se desestabilizar ainda mais [a situação] é devido a tentativas dos EUA de controlar essas águas mediante navios de guerra equipados com o sistema Aegis, que têm um importante potencial antiaéreo e de ataque", enfatizou Grushko.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала