- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Mostra de cartazes e filmes soviéticos começa no Rio neste sábado

REPORTAGEM FEB 2 DE 17 06 16
Nos siga noTelegram
A Casa da Força Expedicionária Brasileira (FEB) inaugura neste sábado, 18, uma grande mostra de cartazes e filmes soviéticos dos anos da Segunda Guerra Mundial. A mostra, que ficará aberta até 3 de julho, vai exibir também seis longa metragens baseados em fatos reais que contam a resistência da população e das forças armadas à invasão nazista.

O acervo de cartazes e filmes foi cedido pelo Consulado da Federação Russa no Rio de Janeiro. A exposição de cartazes reúne 68 peças produzidas por alguns dos maiores artistas plásticos da época, como Dmitry Moor, Viktor Deni, Mikhail Cheremnyh, Aleksei Kokorekin, entre outros, que atenderam à convocação do governo ao esforço de mobilizar população e tropas a resistir a agressão nazifacista. Em linguagem simples e direta, os cartazes são considerados verdadeiras obras primas e já foram vistos por milhares de pessoas em exposiões itinerantes por diversos países.

Junto à mostra também serão exibidos seis filmes, vários deles que receberam premiações especiais na Rússia e no exterior. São produções realizadas a partir de 1960, alguns em preto e branco, mas sempre com grande plasticidade e força de imagens, dirigidos por grandes nomes do cinema russo, que se notabilizaram por um sensível trabalho de fotografia, iluminação e composição de imagens. 

Os filmes são: "Auroras Nascem Tranquilas" (1972), de Stanislav Rostotsky; "A Infância de Ivan" (1962), de Andrei Tarkovsky; "A Resistência" (2010), de Alexander Kottt; "Neve Ardente" (1974), de Gavriil Egiazarov; "A Balada do Soldado" (1959), de Grigory Chukhray e "O Pai do Soldado" (1964), de Rezo Chkheidze.

A Sputnik conversou com o presidente da Casa da FEB, Breno Amorim, por ocasião da abertura oficial do evento.

"Estamos fazendo uma solenidade oficial para convidados, e a partir de sábado, às 10h, a mostra vai estar aberta ao público em geral e todos serão muito benvindos. Durante a semana teremos visitação às terças, quartas e quintas entre 13h30 e 17h e também durante os próximos quatro sábados, até 3 de julho, quando estaremos funcionando de 10h às 15h."

Segundo Amorim, os cartazes são muito impressionates, uma seleção daquilo que representa melhor a arte gráfica e comunicação que foi feita no período da guerra.

Aldo Rebelo na cerimônia de entrega da Medalha da Vitória - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
No Dia da Vitória, ministro da Defesa destaca ações da FEB e do Exército Soviético

"Os filmes vão ter a participação de professores, pesquisadores e historiadores que vão poder apresentar ao público o contexto, os fatos históricos que estão sendo apresentados nessas produções. Para a sessão de filmes a gente pede uma pré-inscrição devido ao número limitado de vagas que temos em nosso auditório, mas não descartamos a hipótese de repetir esse ciclo caso tenhamos uma procura maior de pessoas interessadas em assistir."

Também presente à cerimônia, o consul geral da Federação Russa no Rio de Janeiro, Vladimir Tokmakov, falou sobre a importância de ambas as mostras.

"Para nós é de grande importância festejar o Dia da Vitória e  cumprimentar nossos veteranos brasileiros. Queríamos destacar também que a guerra não é só guerra, produz algumas coisas inesperadas como essa exposição que vai mostrar cartazes, uma manifestação de arte que resultou da Grande Guerra Patriótica. São cartazes de artistas que mostraram sua capacidade e deram uma grande contribuição para a vitória na Segunda Guerra Mundial. Os filmes são também um tema especial para nós. Sabemos muito bem o que significa para o povo russo e todos os povos da ex-União Soviética o que foi esse acontecimento. Queríamos levar aos nossos amigos brasileiros a nossa cultura, os nossos filmes para que eles entendam melhor do que se trata e o que aconteceu durante esse período tão trágico não só para a Rússia, mas para todo o mundo."

A Casa da FEB fica à Rua das Marrecas, 35. As inscrições para assistir aos filmes podem ser feitas pelo email: anvfeb@uol.com.br.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала