Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Bolívia convida Rússia para prospecção conjunta de gás

© Sputnik / Konstantin Chalabov  / Abrir o banco de imagensAleksei Miller, Gazprom
Aleksei Miller, Gazprom - Sputnik Brasil
Nos siga no
A Bolívia assinou um acordo com a Gazprom para a prospecção de três campos, um passo prévio ao processo de exploração, segundo informou o ministro de Hidrocarbonetos e Energia, Luis Alberto Sánchez, durante o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF na sigla em inglês).

Instalação da petroleira estatal boliviana Yacimientos Petrolíferos Fiscales Bolivianos (YPFB) - Sputnik Brasil
Dezenas de empresas canadenses interessadas em investir no setor petrolífero da Bolívia
"É um prazer estar hoje em São Petersburgo, onde assinámos com o senhor (Aleksei) Miller (presidente da Gazprom) um convênio para a prospecção de três campos, que é a parte inicial de um processo de exploração", afirmou o ministro em conversa exclusiva com a Sputnik Novosti.

"Temos bons acordos e intenções de investimento", relata Sánchez, que assegura que a Gazprom "não só vai fazer exploração, estamos falando sobre a possibilidade de comercialização".

Se trata de um dos vários acordos e protocolos sobre cooperação energética que a Rússia e a Bolívia celebraram recentemente.

"Com a Rosatom (corporação estatal russa de energia nuclear) temos um memorando, que foi assinado na Bolívia, e agora estamos trabalhando para assinar nas próximas semanas um memorando de comunicação e treinamento", explica o ministro Sánchez.

No final de julho, serão assinados dois contratos para o início da construção de um centro de desenvolvimento de tecnologia nuclear com fins pacíficos.

"Basicamente, o primeiro contrato para um estudo geológico da área onde se vai construir o centro e o outro é para a definição da infraestrutura", esclarece o ministro boliviano.

O presidente da Bolívia, Evo Morales, toca címbalos durante carnaval em Oruro, em 6 de fevereiro - Sputnik Brasil
Bolívia: estamos sempre ao lado da Rússia
Também será celebrado um memorando com a Kamaz para mudar a matriz energética dos veículos pesados, caminhões e ônibus, de motor diesel para gás natural veicular (GNV).

O Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo 2016, realizado sob os auspícios do presidente russo, Vladimir Putin, se realiza entre os dias 16 e 18 de junho. O evento é frequentado anualmente por diversos representantes empresariais e autoridades de dezenas de países, que discutem assuntos econômicos globais.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала