Disputa territorial na Ásia envolve mais um ator

© AFP 2022 / YOMIURI SHIMBUN / Abrir o banco de imagensGuarda costeira japonesa usa canhões de agua na disputa territorial de Senkaku
Guarda costeira japonesa usa canhões de agua na disputa territorial de Senkaku - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
As Forças Marítimas de Autodefesa do Japão detectaram uma fragata chinesa e navios da Marinha russa no mar da China Oriental perto das ilhas disputadas por Tóquio e Pequim. A Chancelaria japonesa declarou um protesto à China devido ao incidente, informa hoje (9) agência de notícias Kyodo.

O mar do Sul da China - Sputnik Brasil
Pequim pode criar zona de defesa aérea no mar do Sul da China
O destroyer japonês Setogiri detectou uma fragata chinesa na região do arquipélago Senkaku (Diaoyu Dao) fora das águas territoriais do Japão na madrugada de quinta-feira (quarta-feira, 8, no Brasil).

Na noite anterior, um outro destroyer japonês, o Hatakaze, identificou na mesma região, perto da ilha de Kuba-shima (Huangwei Yu), três navios da Marinha russa, que deixaram a zona sem entrar nas águas territoriais do país depois de lá permanecerem em torno de cinco horas.

O Ministério das Relações Exteriores do Japão manifestou-se extremamente preocupado com o aparecimento do navio chinês perto das ilhas disputadas pelas nações e chamou o embaixador da China para declarar um protesto.

USS John C. Stennis (CVN-74), um super-porta-aviões de propulsão nuclear norte-americano da classe Nimitz - Sputnik Brasil
Analista: 'EUA querem mostrar sua liderança ao mundo. Mas não dominam mais'

"As Ilhas Senkaku são um território japonês, tanto historicamente, como na base do direito internacional. Como governo, vamos defender decisivamente o nosso território", disse o secretário-geral do governo japonês, Yoshihide Suga.

O político japonês observou ainda que tais ações são totalmente inaceitáveis, anotando que Tóquio, juntamente com a comunidade internacional, em primeiro lugar os EUA, continuará exigindo de Pequim que se abstenha de tais ações, que provocam o agravamento da situação.

De acordo com a imprensa russa, Tóquio usou ainda as vias diplomáticas para entrar em contato com Moscou para "chamar a devida atenção" às ações da Marinha russa.

Haiyang Shiyou oil rig 981, the first deep-water drilling rig developed in China, is pictured at 320 kilometers (200 miles) southeast of Hong Kong in the South China Sea. - Sputnik Brasil
Vietnã acusa China de explorar petróleo em águas disputadas
Por sua vez, o Ministério da Defesa chinês disse que a zona na qual a fragata se encontrava é considerada por eles como águas territoriais da China e que, desta forma, o navio militar tinha todo o direito de exercer atividades nesta região, de acordo com a Reuters.

A China e o Japão disputam o arquipélago Senkaku (ou Diaoyu Dao, em chinês) rico em petróleo. Atualmente as ilhas são controladas de fato pelo Japão, porém a China vem apresentando suas reclamações em relação ao território desde o final dos anos 60. De acordo com Pequim, o arquipélago foi descoberto por navegadores chineses no século XVI e é considerado como território historicamente chinês. Em novembro de 2013, Pequim declarou a criação de uma zona de identificação das aeronaves na região do mar da China Oriental, abrangendo inclusive este arquipélago.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала