Uma vida longa e próspera: migrantes obrigam suecos a trabalhar mais tempo

© AFP 2022 / OLIVIER MORINOs cidadãos reformados de Estocolmo
Os cidadãos reformados de Estocolmo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O influxo de refugiados tinha forçado muitos países europeus a contabilizar os custos da migração e seus efeitos colaterais. Mas isso não é um assunto de debate para os suecos, porque a migração é considerada como lucrativa por muitos políticos e pela grande mídia.

Bandeira da Suécia - Sputnik Brasil
Daesh tenta recrutar jihadistas em agência de emprego na Suécia
O antigo primeiro ministro Fredrik Reinfeldt que é, contrariamente aos seus colegas do Partido Moderado, um dos maiores defensores da continuação da migração, afirma que não se pode negar que a imigração é economicamente lucrativa e é benéfica para a sociedade. No entanto, os suecos terão que trabalhar até alcançarem uma idade madura de 75 anos, ou mesmo mais, para que a economia sueca não se afunde.

“O crescimento da população sueca depende da imigração. Isso ajuda à criação de uma economia mais forte. E creio que posso dizer isso, ainda que nem todos na Europa estejam de acordo”, disse o antigo primeiro-ministro no fórum organizado pelo grupo de pesquisas CEPS, informa o jornal sueco Svenska Dagbladet.

Rinkeby, bairro do subúrbio de Estocolmo com grande concentração de imigrantes - Sputnik Brasil
Leis islâmicas: logo na Suécia?
De acordo com o jornal sueco Dagens Industri, Reinfeldt tinha também sublinhado que a idade de aposentadoria na Suécia deve ser aumentada de 65 (a idade atual) para 75 anos. Entretanto, ele acrescentou que tal aumento deve ser voluntário e não obrigatório.

Segundo ele, a razão para os suecos terem de trabalhar durante dez anos adicionais é para assegurar o financiamento do sistema de previdência social. O antigo primeiro-ministro afirmou que isso não deve representar quaisquer dificuldades significativas porque a esperança da vida está aumentando em toda a Europa.

Uma família muçulmana na Suécia - Sputnik Brasil
Suécia pretende expulsar cerca de 80 mil refugiados
Ainda antes, Reinfeldt se tinha tornado famoso pelo seu discurso inflamado de 2014, quando ele chamou seus colegas para que “abram seus corações” à migração em massa.

“O que significa a palavra 'suficiente'? Será que a Suécia está cheia? Será que a região nórdica está cheia? Será que existem muitos de nós? Somos 25 milhões os que vivem na região. Frequentemente observo a natureza da Suécia e aconselho os outros a que façam isso. São grandes campos e florestas. É mais espaço do que imaginam. Aqueles que pensam que o país está cheio devem mostrar onde exatamente é que ele está cheio”, afirmou ele.

No ano passado a Suécia tinha recebido mais de 160 mil requerentes de asilo e ainda se debate com a questão de concessão de alojamento e empregos aos recém-chegados.  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала