‘Cinismo não bem guardado’: Senador russo comenta declaração de ex-embaixador

© flickr.com / John ConnellWhite house
White house - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Konstantin Kosachev, presidente do Comitê Internacional do Conselho da Federação (câmara alta do parlamento russo), comentou uma declaração do ex-embaixador dos EUA na Rússia, John Herbst, onde ele diz que Moscou priva a Moldávia, a Geórgia, a Armênia, a Azerbaijão, a Ucrânia e a Bielorrússia, do direito de escolha.

“Cinismo não bem guardado na política externa”: estas foram as palavras de Konstantin Kosachev.

Protestos na Moldávia - Sputnik Brasil
Veículos blindados dos EUA se retiram da capital da Moldávia sob pressão popular
Mais cedo, em uma entrevista à emissora Free Europe, Herbst disse que Washington apoia a política pró-europeia da Moldávia e por esta razão realiza encontros com altos oficiais deste país.

Ele também afirmou que a Moldávia, a Geórgia, a Armênia, a Azerbaijão, a Ucrânia “devem ter o direito de escolha independente” e que Moscou não deve “os apontar”.

“Psiquiatras chamariam isto de dupla personalidade. George Orwell introduziu o termo “duplipensamento” [doublethink, na versão original inglesa] que significa a capacidade de sustentar duas opiniões contrárias ao mesmo tempo. Eu falaria sobre o cinismo não bem guardado na política externa, que os americanos praticam tradicionalmente nas relações conosco e com os nossos bons vizinhos”, escreveu Kosachev na sua página na Facebook.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала