Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia: escritório de Trump cancela entrevista com jornalista que falava espanhol

© AP Photo / Kathy WillensO prédio de torre de Trump
O prédio de torre de Trump - Sputnik Brasil
Nos siga no
No escritório do bilionário Donald Trump, presidenciável do Partido Republicano dos EUA, foi cancelada uma entrevista marcada com um jornalista porque ele falava espanhol, escreveu o portal de notícias BuzzFeed nesta terça (17), citando uma fonte próxima do candidato.
© AP Photo / Mary AltafferDonald Trump no seu escritório
Donald Trump no seu escritório - Sputnik Brasil
Donald Trump no seu escritório

Segundo a publicação, Marcos Stupenego, um jornalista argentino do canal TV Azteca, chegou à torre de Trump para uma entrevista marcada com o proprietário. O jornalista estava esperando o seu interlocutor quando recebeu uma ligação, tendo respondido em espanhol. Depois disso, chegou um funcionário do gabinete de Trump e disse que o escritório que não estava interessado na entrevista.

​"Eu posso dizer que, durante 13 anos de jornalismo, comigo já aconteceram coisas piores", comentou o jornalista.

Como afirmou a fonte, o funcionário do serviço de segurança de Trump depois pediu desculpas, dizendo que ele não sabia o que estava acontecendo.

Republican presidential candidate Donald Trump signs autographs for supporters at the conclusion of a Donald Trump rally at Millington Regional Jetport on February 27, 2016 in Millington, Tennessee - Sputnik Brasil
Trump: imigrantes podem voltar a realizar atentados nos EUA do tipo 9/11
O escritório do bilionário não comentou o incidente. O site observou que não é o primeiro caso de mal-entendidos entre o bilionário e representantes da mídia hispano falante.

Após o incidente, o jornalista entrevistou a presidenciável do Partido Democrata Hillary Clinton no escritório dela.

Desmentido

Entretanto, a emissora Azteca America, uma subsidiária do grupo mexicano Azteca, negou que o escritório de Donald Trump tivesse cancelado a entrevista com um dos seus jornalistas que falava espanhol no telefone enquanto esperava o interlocutor, como tinha sido relatado na segunda-feira (16) em alguns meios de comunicação dos Estados Unidos.

O vice-presidente da agência Azteca America, Jorge Mettey, negou que Trump tenha sequer confirmado a entrevista com o jornalista argentino Marcos Stupenengo. Ele estava realmente na torre de Trump na Quinta Avenida em Nova York, mas para fazer uma reportagem sobre a campanha do empresário.

Segundo a administração do escritório, Stupenengo tinha um "problema de credenciamento. Era sexta-feira quando o jornalista entrou no escritório e, obviamente, foi detido pelo serviço de segurança, porque o nome dele não estava na lista de pessoas que foram autorizadas a entrar".

Trump, depois de todos os adversários republicanos terem deixado a corrida presidencial, será o candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais dos Estados Unidos. As eleições serão realizadas em 8 de novembro de 2016.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала