Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Três razões do sucesso do encontro entre Vladimir Putin e Shinzo Abe

© Sputnik / Michael Klimentyev / Abrir o banco de imagensShinzo Abe e Vladimir Putin, em reunião à margem da cúpula da APEC em 2014.
Shinzo Abe e Vladimir Putin, em reunião à margem da cúpula da APEC em 2014. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Especialista japonês avalia positivamente os resultados do encontro entre os líderes do Japão e da Rússia, realizado em Sochi, e saúda o ‘degelo’ nas relações bilaterais.

Vladimir Putin, o presidente russo e Shinzo Abe, o primeiro-ministro japonês - Sputnik Brasil
Bloomberg: Abe quebrou o ‘isolamento’ da Rússia
No dia 6 de maio o presidente da Rússia Vladimir Putin teve um encontro com o primeiro-ministro do Japão,  Shinzo Abe, na cidade de Sochi. Toshihiko Ueno, que é professor da Universidade de Sofia (Japão) e especialista em política russa, compartilhou a sua opinião com a agência Sputnik.

*** 

Se falarmos sobre o encontro, podemos avaliá-lo bastante positivamente. Neste caso se pode destacar três razoes principais. 

Primeiro podemos dizer que as relações russo-japonesas regressaram ao estado onde estavam até o início da crise política na Ucrânia, em 2013. Mais concretamente, Putin e Abe acordaram realizar uma nova série de consultas sobre a questão do tratado de paz em junho. Além disso, os líderes da Rússia e do Japão discutiram as questões de cooperação no Conselho de Segurança da ONU e a luta contra o terrorismo, tendo chegado a um acordo sobre a possibilidade de reinício das consultas entre os ministérios da Defesa e das Relações Exteriores dos dois países. O Ministério das Relações Exteriores da Rússia expressou a necessidade de recomeço destes encontros, que foram cessados em 2013.  

Presidente da Rússia Vladimir Putin e Primeiro-ministro do Japão Shinzo Abe durante a reunião no Kremlin, 2013 - Sputnik Brasil
Abe elabora plano de cooperação com Rússia
Segundo, Abe e Putin concordaram em considerar o problema do tratado de paz com base em uma “nova abordagem”. O Ministério das Relações Exteriores do Japão publicou um comunicado que diz que o Japão vai manter “a visão global do problema”  e seguir o princípio de “orientação para o futuro”. Posso dizer com certeza que a parte russa compartilha a nossa opinião plenamente, mas espero que a “nova abordagem” proposta pelo Ministério das Relações Exteriores do Japão produza resultados.

Terceiro, durante o encontro em Sochi o primeiro-ministro Abe expressou a necessidade de realizar negociações em um ambiente tranquilo, evitando as declarações e ações que possam ofender os sentimentos dos povos dos ambos os países. Acho que isto é uma parte da nova abordagem da diplomacia japonesa: tentar encontrar soluções que sejam aceitas por ambos os lados e promover uma política “orientada para o futuro” em vez de acusar os outros povos dos erros cometidos no passado.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала