General norte-coreano 'executado' pela mídia ocidental aparece no Congresso do Partido

© REUTERS / KCNAGeneral Ri Yong-gil (foto divulgada pela Agência Central de Notícias da Coreia - KCNA - em 10 de maio de 2016)
General Ri Yong-gil (foto divulgada pela Agência Central de Notícias da Coreia - KCNA - em 10 de maio de 2016) - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um general norte-coreano que, de acordo com vários meios de comunicação ocidentais, havia sido executado pelo regime de Kim Jong-un em fevereiro, aparentemente está bem vivo e continua a ocupar uma posição elevada nos escalões de Pyongyang.

O líder norte-coreano Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Líder norte-coreano não exclui reunificação pela força com Coreia do Sul
A informação de que o líder norte-coreano havia decretado pena de morte ao general Ri Yong-gil por alegado abuso de autoridade e corrupção apareceu pela primeira vez na mídia sul-coreana e depois se espalhou para a imprensa ocidental.

No entanto, seu nome apareceu após o congresso do Partido dos Trabalhadores norte-coreano em uma lista de funcionários selecionados para ocupar posições de alto nível no país, segundo relatam fontes oficiais da Coreia do Sul.

O primeiro congresso que o Partido dos Trabalhadores da Coreia (o único no país) realizou em 36 anos foi encerrado nesta terça-feira (10), em Pyongyang, com um desfile de centenas de milhares de pessoas.


Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала