Inflação aumenta custo de fornecimentos de porta-aviões nucleares dos EUA

© REUTERS / Marinha dos EUAHelicópteros sobre o porta-aviões americano USS Theodore Roosevelt
Helicópteros sobre o porta-aviões americano USS Theodore Roosevelt - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Ministério da Defesa dos Estados Unidos acrescentou 3.4 biliões de dólares (quase 12 bilhões dos reais) para o seu programa de 30 anos de construção de seis novos porta-aviões nucleares da classe Ford, diz-se em um relatório da Direção Orçamental do Congresso dos Estados Unidos.

American soldiers - Sputnik Brasil
Congressista: Novas forças dos EUA devem combater Daesh, não Assad
No ano de 2006 o Congresso introduziu as restrições no valor de $8.1 bilhões (28.56 bilhões de reais) para os gastos do Ministério para construir dois novos porta-aviões de classe Ford, disse o relatório na quarta-feira. “Para arranjar a situação a Marinha aumentou o limite dos gastos no ano de 2013 até $11.5 bilhões de dólares (40.54 bilhões de reais)”.

O Ministério da Defesa concordou com o plano da Marinha no ano de 2015 para encomendar seis novos porta-aviões de classe Ford até 2045, comunica o relatório.

“A inflação atual e o aumento da remuneração pelo trabalho são principais razões de incremento do limite de despesas, que foi de $2.5 bilhões (8.81 bilhões de reais), de acordo com análise da Marinha e da Direção Orçamental do Congresso”, informou o relatório.

A inflação ligada ao programa americano de porta-aviões atingiu 31% entre 2007 e 2013, sendo cerca de 3,96% por ano, conforme o comunicado.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала